Ancoradouro

Oração do Terço alavanca audiência em emissora católica

54.90.204.233 /ancoradouro/2014/02/05/oracao-terco-alavanca-audiencia-em-emissora-catolica/
111 62

A oração milenar do Terço continua a atrair multidões, desta vez, na televisão. O programa  “O Terço” recém lançado pela Rede Vida de Televisão tem conseguido bons índices de audiência.

Oração do Terço acontece às 18h na Rede Vida.

Oração do Terço acontece às 18h na Rede Vida.

Apresentado por Lúcio Cesquin, Diácono e jornalista, o programa marcou nesta última terça, dia 4, 0,5 ponto, com picos de 0,6, assim empatando com a TV Gazeta e passando por alguns minutos a RedeTV!, segundo informações do site “Na Telinha”.

O programa vai ao ar de segunda à sexta, às 18h.

Mais sobre o Terço:

Desde o século IX, a recitação dos salmos era a oração oficial da Igreja, conhecida como Liturgia das Horas. Os 150 Salmos recitados pelos monges eram assistidos pelos fiéis que desejavam participar desta prática de oração. Isto, porém, para a época era muito difícil, pois a maioria do povo não tinha acesso ao estudo, poucos sabiam ler e, para decorá-los era impossível.

Foi então, que um monge teve a iniciativa de recitar 150 Pai-Nossos em substituição aos Salmos.

Paralelamente à recitação dos Pai-Nossos, foram introduzindo a expressão bíblica da Saudação Angélica e a Exclamação de Isabel, como recitamos hoje na Ave-Maria.

No século XIII alguns teólogos perceberam que alguns Salmos continham certas profecias sobre os mistérios da redenção. Assim, compuseram uma série de louvores e preces a Jesus e deram o título de “Saltérios de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo”.

Por volta do ano 1365, o monge Cartuxo Henrique de Halkar separou as 150 saudações angélicas em dezenas, intercalando entre cada dezena um Pai-Nosso.

Mas foi, especificamente, por meio de um frade Dominicano – Alan de Rupe -, em 1470, que teve origem o Rosário com um pensamento recitado junto a cada Ave-Maria. 

No século XV, com o Renascimento, houveram grandes mudanças no pensamento, nas artes, na vida cristã e na liturgia da Igreja. Era um novo florescimento e um novo desafio para a Igreja. 

O Rosário também passa por reformulações. Passa a citar um só pensamento entre cada dezena, relembrando os principais mistérios da redenção, formando-se assim os 15 mistérios do Rosário.

Em 16 de outubro de 2003, o Papa João Paulo II acrescenta um novo bloco de 5 mistérios (mistérios luminosos), para completar as contemplações do mistério de Cristo, totalizando em 20 mistérios. Fonte: Milícia da Imaculada.

 

Recomendado para você