Blog do Vozão

Bahia 3×1 Ceará – Pensar em 2017

O improdutivo Cametá mais uma vez fez volume em campo (Foto: Felipe Oliveira/Ascom Bahia)

O improdutivo Cametá mais uma vez fez volume em campo (Foto: Felipe Oliveira/Ascom Bahia)

Não é possível que depois do se viu nesta partida os mais otimistas dos alvinegros não tenham caído na real. Por mais que o sangue de torcedor ferva nesses momento em que ele se agarra a tudo que se possa imaginar para acreditar que ainda é possível o acesso, se ele deixar o mínimo que seja de sua razão ser ouvida, entenderá e aceitará que o futebol que esse time apresenta em campo é mais do que insuficiente para se conquistar um acesso.

São sucessivos e repetidos os erros cometidos pelo treinador Sergio Soares (nem falo mais dos erros da diretoria) que tem acabado por levar o time as derrotas. A insistência em uma forma de jogar imposta por ele, que não tem dado certo em nenhum lugar, e não sou eu quem digo, são os fatos, o vai credenciando a ganhar o rótulo de treinador do “quase”.

Os melhores momentos desse time na competição aconteceram exatamente quando o treinador mudou a forma do time jogar, onde resguardava um pouco seu setor defensivo e apostava no faro de gol da dupla de ataque formada por Bill e Rafael Costa, dupla essa que não era unanimidade, mas com eles em campo os números eram favoráveis.

Tudo bem que diante do Bahia só a vitória interessava, mas isso não tirava o direito de ter que se defender, só que a “veia ofensiva” do treinador sempre fala mais alto e, ao invés de mandar a campo um time mais consistente na marcação e explorar os contra-ataques, já que o adversário também necessitava da vitória, o treinador preferiu uma formação onde o time ficava mais exposto, e pra piorar, além de escalar errado, ainda mexeu errado, e o resultado não podia ter sido outro.

Se na partida anterior conseguimos no mínimo garantir a permanência na Série B em 2017, essa diante do Bahia ratificou que em 2017 estaremos em mais uma Série B. O bom disso tudo é saber que com cinco rodadas de antecedência estaremos livres de passar pelo sufoco que foi em 2015, e o ruim é saber que em 2017, se levarmos em conta que essa turma que comanda o Vozão não aprende com os erros, deveremos ter um ano bem pior que o 2016, onde ficamos em quinto lugar em um campeonato fraquíssimo que é o estadual, fomos eliminados precocemente no Nordestão, humilhados pelo Botafogo-PB na Copa do Brasil, e enganados mais uma vez na Série B.

Quando digo enganados, me refiro ao senhor presidente do Clube, que por  várias vezes bradou nos microfones dizendo que iria formar um time capaz de nos levar ao acesso e, achando pouco, ainda postou vídeos em redes sociais dizendo aos torcedores do Vozão que podiam ficar despreocupados que uma das vaga era nossa. E volto a dizer, triste não é NÃO SABER, triste é NÃO APRENDER.

Confira lances da partida.

Confira a ficha técnica do jogo AQUI.

Respeito é bom e o torcedor gosta.