Discografia

Uma noite de delicadezas

Foto: Fernando Cavalcanti

Durante muito tempo, a notícia de que vinha um show internacional para Fortaleza era motivo de piada. Sempre se esperava a presença de alguém há anos fora dos holofotes. No entanto, já tem um tempo que esse quadro vem mudando a olhos vistos. Snoop Dogg, John Pizzarelli e Black Eyed Peas foram alguns dos nomes (em alta) que deram as caras recentemente por aqui.

Na noite da última quarta-feira (11), mais duas estrelas internacionais entraram para essa lista. A cantora Stacey Kent e seu marido saxofonista Jim Tomlinson dividiram o palco do Teatro Via Sul com o brasileiro Marcos Valle numa noite inteiramente dedicada ao repertório do compositor do ensolarado Samba de Verão. A apresentação, batizada Amil Jazz Duets, foi a primeira de uma mini-turnê que segue ainda para São Paulo e Rio de Janeiro. Nessa última parada, a ideia do trio é registrar tudo em CD e DVD.

Dona de um registro seguro, próximo de uma saudosa Billie Holyday (1915 – 1959) ou de uma recente Madeleine Peyroux, Stacey Kent é dessas cantoras que não dispensa uma nota por puro exibicionismo. Compenetrada, elegante (com as belas formas desenhadas pelo vestido) e notadamente feliz, a cantora de New Jersey parecia uma iniciante sempre que trocava olhares com Marcos Valle. O motivo do nervosismo é que a jazzista é uma apaixonada pela música brasileira e tem no carioca um dos seus heróis.

O motivo da admiração não é pra menos. Completando seus 50 anos de carreira, Marcos Valle é um músico excepcional que já encantou outras divas, como Sarah Vaughan (1924 – 1990), e que tem hoje a Europa como porto seguro para sua música. Despojado numa calça jeans, tênis e blusa de bolinhas coloridas, ele se colocou atrás de um piano de calda e começou a desfilar seu repertório que transitava levemente por bossa, jazz, samba e soul music.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=R38NFvXBvXQ[/youtube]

Além de Marcos e Stacey, a banda que tocou em Fortaleza era um show à parte. Renato Massa (bateria), Alberto Continentino (baixo), Luiz Brasil (violão e guitarra) e Marcelo Martins (sax e flauta) fizeram a cama perfeita para os arranjos cheios de sutilezas criados por Marcos e Jessé Sadoc (flugel e trompete). O destaque ficou para o clima solar de Seu encanto, toda sublinhada pelos solos de Tomlinson. Pra satisfação do público, a canção foi repetida no bis.

Mesmo que tenha exibido no palco um português fluente, Stacey Kent optou por cantar as músicas de Marcos Valle vertidas para o inglês. Ainda assim Preciso aprender a ser só, somente ao piano, e Dia da vitória seguraram a emoção, mesmo que na língua do Obama. As exceções foram a inédita Le petite valse, onde a cantora exibiu seu sedutor francês, e Passa por mim, que ela mesma fez questão de fazer na língua original. Enquanto isso, o pai de todas as composições fazia alguns vocais e sorria orgulhoso de ver suas crias tomando novas formas e ganhando o mundo. Um belo presente pelos seus 50 anos de estrada.