iMãe

Exterogestação: Já ouviu falar?

Exterogestação, quem já ouviu falar?

Eu nunca tinha ouvido falar desse termo, mas pesquisando sobre assuntos para o blog e como sou mamãe pela segunda vez, fiquei lendo mais sobre diversos assuntos da maternidade.

exterogestação

O termo na verdade faz parte de uma teoria, que analisando bem, tem sentido. A exterogestação consiste na continuação da gestação nos primeiros três meses de vida do bebê. Compreende o período de transição, no qual a criança precisa de um tempo para se adaptar à nova realidade, a vida extrauterina. A proposta é que o pequeno receba alguns cuidados que simulem a fase dentro do útero para que ele se desenvolva melhor e mais tranquilo. Seria como o quarto trimestre da gestação.

Aqui vão os 5 passos da exterogestação:

1- Pacotinho ou casulo (embrulhar o bebê bem apertadinho): muitos pais ficam agoniados quando o bebê fica totalmente apertadinho neste casulo! Mas é bom lembrar que o bebê, após o nascimento, não tem total controle do seu corpinho (principalmente os braços), e apertadinhos se sentem mais organizados e confortáveis, “de volta ao útero”.

2- Posição de lado: quanto mais nervoso seu bebê estiver, pior ele fica quando colocado sobre as costas. Aliás, antes de nascer, seu bebê nunca ficou deitado de costas! Para acalmar seu bebê, segure-o de lado ou com a barriga tocando os braços do adulto. Carregar o bebê num sling, com a coluna curvada, encolhidinho e virado de lado, tem o mesmo efeito.

3- Shhhh Shhhh: Sim! Este é o som favorito do bebê, é o som do silêncio! Ele estava acostumado a ouvir esse barulho 24 horas por dia! Então, imagina como o bebê se sente chegando a um mundo que todos cochicham e andam nas pontas dos pés para fazer silêncio?! Coloque sua boca 10-20cm de distância dos ouvidos do bebê e faça “shhh”. Aumente o volume do som até ficar tão alto quanto o choro do bebê!

Sabe o que pode substituir o som do “shhhh”? Vou colocar algumas dicas: barulho de secador de cabelos, aspirador de pó, máquina de lavar roupas, água corrente, cd com sons da natureza, brinquedos com sons de batimentos cardíacos, rádio ou TV fora do ar, barulho do carro ligado, entre outros.

4- Balanço: é uma forma poderosa de acalmar bebês! O balanço imita o movimento que o bebê sentia no útero materno e ativa as sensações de “movimento” dentro dos ouvidos, que por sua vez ativam o reflexo de acalmar. Os movimentos devem ser rápidos e curtos. O balanço pode ser obtido carregando o bebê em um “sling”, dançando com movimentos de cima para baixo, colocando o bebê em balanços, redes ou cadeirinhas vibratórias, dando tapinhas rítmicos no bumbum e costas do bebê, passeando de carro, banho de balde/ofurô com movimentos de balanço para frente e para trás.

5- Sucção: no útero, o bebê está apertadinho, com as mãos sempre próximas ao rosto, sugando os dedos com frequência. Após o nascimento, o bebê continua com essa necessidade de sucção. Ela é suprida quando o bebê se alimenta, sugando no seio da mãe, ou pela sucção não nutritiva, através de chupetas ou chupando suas mãozinhas.

♥  ♥  ♥

iMãe nas redes sociais:
Facebook: facebook.com/imaeblog
Instagram: @blogimae
Twitter: @imamaeblog
Pinterest: www.pinterest.com/imaeblog

 

Recomendado para você