Blog do Jocélio Leal

Hapvida: R$ 1,1 bi de receita e lucro de R$ 150 milhões no 2o trimestre

Fortaleza – O Hapvida fechou o segundo trimestre atingindo R$ 1,1 bilhão de receita líquida, um aumento de 19,9% em relação ao segundo trimestre do ano anterior. Atribui ao histórico de crescimento da carteira e ao aumento de tíquete médio em relação ao  mesmo período em 2017.  O Ebitda ajustado foi de R$ 208,1 milhões e 18,7% de margem (-1,3% e -4,1p.p. em relação ao 2T17). Já o Lucro líquido atingiu R$ 150 milhões e 13,5% de margem, com queda de 7,5% e 4,0p.p. em relação ao 2T17, de modo respectivo.

Hoje, o Hapvida tem em Beneficiários (saúde): 2,28 milhões, aumento de 7,2% em relação ao 2T17 . Já em beneficiários \ dos serviços de odontologia, 1,53 milhão, em aumento de 14,7% em relação ao 2T17. A empresa fez a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na B3 (antiga Bovespa) no dia 25 de abril.

No segundo trimestre, o mercado de planos de saúde médico-hospitalares registrou uma manutenção do número de beneficiários cobertos por algum tipo de assistência à saúde suplementar na comparação anual. O mercado de planos exclusivamente odontológicos, por sua vez, apresentou crescimento de 5,3% no mesmo período, segundo a Agência Reguladora, a ANS, sobre  junho passado. O Hapvida cresceu acima. Em planos de saúde, 7,2%. Nos odontológicos, 14,7%.

Entre os planos médico-hospitalares, os planos coletivos apresentaram crescimento de 8,1% quando comparados ao 2T17 e, os planos individuais tiveram um crescimento de 4,4% na mesma comparação. Com isso, o market share (fatia de mercado) no Norte e Nordeste cresceu 1,6p.p. e 1,9p.p. em relação ao 2T17. Chegou a 23,3% e 28,4%, respectivamente. Isto garantiu a terceira posição no País e a liderança no Norte e Nordeste.

Já entre os planos exclusivamente odontológicos, os planos coletivos cresceram 36,4% e os individuais, 6,7% quando comparados ao segundo trimestre de 2017. Desta forma, o market share atingiu 23,3% no Norte e 25,1% no Nordeste em 2T18, com crescimento de 1,7p.p. e 2,3p.p. em relação ao mesmo período do ano anterior.

Vendas pela Web

Desde maio de 2018 a operadora cearense começou novo modelo de vendas para contratos individuais e familiares. A plataforma de contratação inclui portais e aplicativos mobile para vendedores e clientes. De modo digital, faz o registro de informações, upload de documentos e confirmação de cadastro.

O novo modelo começou por Manaus (AM), mas será expandido. Enxerga melhoria na qualidade de dados do beneficiário, redução no volume e custos com formulários de contratação e garantia de efetividade pós-venda.

 

Recomendado para você