Layout

Itaú convoca torcida pelo futebol feminino em campanha com jogadoras da Seleção Brasileira

O Itaú Unibanco apoia projetos de formação esportiva que ensinam o futebol e seus valores para meninos e meninas ao redor do Brasil e trabalha, desde o fim de 2018, em uma exposição sobre a trajetória do futebol feminino recém-inaugurada no Museu do Futebol. Agora, o banco entra em campo nas telas com uma campanha com foco nas mulheres que representam o Brasil nos gramados.

Criado pela Mutato, o filme convida o público a buscar informações sobre as jogadoras e refletir sobre a importância de conhecer e torcer por todas as nossas seleções de futebol. A campanha, protagonizada por Andressa Alves e Cristiane Rozeira, atacantes da Seleção Brasileira convocadas para o mundial feminino na França, foi gravada no Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, em São Paulo:

 

Estrelas na tela, as mulheres não são destaque apenas nela. Desde a redação da campanha, passando pela criação, direção, produção e aprovação pelo Itaú, todas os papéis chave do projeto foram ocupados por mulheres.

“No país do futebol, pouco se fala sobre as equipes femininas. Como patrocinador de todas as Seleções, para nós é muito importante mostrar ao público quem são essas jogadoras e incentivar a torcida a reconhecê-las e estar junto com elas. Acreditamos que o esporte é um meio de promover a educação e formar pessoas e cidadãos melhores. Apoiar a Seleção, projetos que ensinam futebol e promover uma exposição sobre o futebol feminino são ações essenciais para dar luz ao exemplo forte e inegável do poder transformador do esporte”, diz Juliana Cury, superintendente de marketing do Itaú Unibanco.

A campanha tem como gancho a falta de visibilidade das jogadoras. A partir de uma narração sobre a busca por reconhecimento e valorização, são exibidos detalhes do rosto de duas mulheres – sem que se mostre, a princípio, suas identidades. Andressa e Cristiane são finalmente reveladas quando vestem a camisa da Seleção.

Ao final, as atacantes aparecem se preparando para uma partida e repetindo mensagens que incentivam o público a conhecer mais de perto suas conquistas. O filme termina com a hashtag #EuTorçoPorTodas, um convite para que os brasileiros torçam por todas as mulheres e todas as seleções.

A hashtag será promovida nas comunicações relacionadas a futebol do Itaú, na mídia tradicional e digital, e também na exposição CONTRA-ATAQUE! As Mulheres do Futebol, em cartaz no Museu do Futebol até o dia 20 de outubro. Patrocinada pelo Itaú, por meio da lei de incentivo ao esporte, a mostra foi preparada junto ao museu desde o fim de 2018 e conta a trajetória das mulheres que se destacaram e lutaram pelo futebol no Brasil. Com um time de curadoras (entre elas Aline Pellegrino, ex-zagueira medalhista olímpica) a mostra tem projeto expográfico de Daniela Thomas e exibe um panorama com fatos que vão desde antes da proibição da prática do futebol pelas mulheres – que vigorou ao longo de várias décadas do século 20 no Brasil – até a oitava edição do Mundial Feminino.

“Acreditamos que 2019 será um marco na maneira como olhamos para futebol feminino, saindo do papel de coadjuvante e se consolidando como assunto central”, afirma Fernanda Guimarães, VP de Criação da Mutato. “E para que esse protagonismo seja legítimo, é importante que se exponha a ferida dessa longa trajetória de luta por reconhecimento.”

“O lançamento desse filme marca o amadurecimento do nosso relacionamento com o Itaú, iniciado ano passado com o hub de conteúdo que operamos dentro do banco”, comenta Betina Kormes, Diretora de Contas da Mutato. “Acompanhar de perto os dados e insights, por meio do hub, foi fundamental para criarmos uma campanha que conversa com esse momento ímpar do futebol feminino.”

Recomendado para você