Meu Negócio

Deseja entrar no mundo virtual? Saiba dicas para quando for criar o próprio site

Foto: fancycrave1/Pixabay

Arquitetar um website para sua empresa requer planejamento. Cada etapa deve ser pensada para se chegar êxito com as vendas virtuais

Criar o próprio site ou “reabrir” um já existente é ideia de quem deseja expandir seus negócios pela web. Não é necessário ser um web designer para entrar no mundo digital, mas é preciso estar atento a várias dicas para planejar, montar e tocar um negócio na internet. Segundo Honório Melo*, presidente da Iativa Tecnologia e Comunicação, quem possui uma empresa física e deseja montar um site, deve, primeiro, entender o mercado, quem são seus concorrentes e se o seu produto pode ser vendido pela web. Ele dá ênfase à vantagem de expandir seu negócio para solo nacional.

Frete, não ter uma logística boa, a própria questão de quais ferramentas utilizar são as maiores dúvidas de quem entra nesse universo, diz Melo, informando que o lojista deve fazer uma pesquisa antes de “pôr a mão na massa”. Para a criação do website, a primeira coisa a ser feita é escolher um modelo que se adeque ao perfil de uma loja virtual. Em seguida, deve-se criar o domínio, que será o endereço que esse site terá na internet. Tendo feito isso, é hora de buscar a hospedagem em um servidor, onde seu site irá abrigar-se na rede. Pesquisar antes para ver os serviços disponíveis é fundamental.

Para quem não quer se arriscar criando tudo sozinho e deseja contratar um profissional, existem empresas especializadas nessa área. Honório explica que o primeiro passo é fazer uma pesquisa com lojas virtuais que já foram atendidas verificando se o resultado foi positivo. A estética de um site voltado para a venda deve ter uma boa qualidade de imagem. O site precisa também ter todas as informações necessárias para que e o cliente não desista da compra e uma boa usabilidade, que é a facilidade com que o cliente realiza suas tarefas na loja virtual. Melo cita o modelo de site responsivo, aquele que se adapta ao tamanho da tela da plataforma utilizada pelo usuário. “Esse site tem layout para celular, computador e tablet”, afirma.

Site lançado: e agora?
Depois de o site ter sido lançado, é o momento de fazer com que ele chegue aos clientes. Uma das maneiras mais rápidas é usar as redes sociais. “Essas mídias são importantes, pois o alcance do público-alvo é grande. Trabalhar com marketing digital para atrair o público para conhecer seu produto é essencial”, diz o consultor. Ele ainda ressalta a importância de se usar palavras-chaves na descrição do produto, o que facilita que seu produto seja encontrado em sites de buscas.

Segundo Melo, outra vantagem das mídias sociais é a facilidade de relacionamento com o comprador, que pode ir desde ouvir o cliente relatando sua experiência com a compra virtual até o que ele vê de diferencial. Conhecer as métricas, uma das maneiras de consultar o comportamento dos visitantes, ajuda a medir os próprios resultados e saber o que pode ser melhorado.

Para quem já possui uma loja virtual e deseja renová-la porque ela foi feita sem planejamento, Melo aconselha contratar alguém e buscar refazer seu negócio. “Muitos pensam que é simples, mas se não for bem planejado o comércio eletrônico pode sofrer o mesmo que a loja física”, afirma o consultor. Ele frisa ainda que, na compra virtual, tudo deve ser reorganizado para voltar com uma boa estratégia de vendas.

*Honório Melo é consultor do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará (Sebrae/Ce) e pós-graduado em Comércio Eletrônico

Serviço
Programa Sebraetec

Recomendado para você