Plínio Bortolotti

Woodward fala sobre o caso Watergate

Bob Woodward, repórter do Washington Post que, em parceria com Carl Bernstein, expôs o escândalo do Watergate, comentou a revelação de que o New York Times teria pistas informações sobre o caso. A fonte era o diretor do FBI na época, L. Patrick Gray. [Veja postagem abaixo: “New York Times soube antes do caso Watergate”]

Na opinião de Woodward, a simples informação não era suficiente para contar a história. Ao Times, segundo ele, faltou trabalho de reportagem.

“Watergate não tinha nada de pistas”, disse, em entrevista ao site Editor and Publisher. Para ele, o caso foi construído com extensa reportagem e coleta de informações. “Eles [o NYT] decidiram não fazer reportagens. Nós temos essa idéia de que era sobre uma história ou uma fonte ou uma dica, mas não era”, completa.

Na última segunda-feira (25/5), o próprio New York Times publicou matéria contando que o repórter do jornal Robert M. Smith recebeu informações do diretor do FBI, incluindo sobre a participação da Casa Branca no escândalo. Ele relatou a conversa com o editor Robert H. Phelps, mas a história caiu no esquecimento. 

Woodward ainda menosprezou a recente revelação. “As informações (que chegaram ao Times) eram as histórias que nós estávamos fazendo no Post e que eles não seguiram”, comentou. [Do Comunique-se]

Recomendado para você