Plínio Bortolotti

Sob pressão, presidente chileno vende emissora de TV de sua propriedade

"Máquina do adeus... ao debate", arte de Hélio Rôla

O conglomerado americano de comunicações Time Warner entrou em um acordo para comprar a Chilevisión, emissora do presidente chileno, Sebastián Piñera, por US$ 140 milhões, informou La Tercera.

Piñera havia prometido vender a Chilevisión antes de tomar posse em março, e recebeu inúmeras críticas de adversários e aliados por conflitos de interesse entre seu cargo e a propriedade de um dos canais mais assistidos no país. Em junho, a venda do canal para um grupo de investimento chileno fracassou.

Segundo o Emol, políticos da oposição disseram que a transação finalmente abre espaço para a tramitação de projetos relacionados às emissoras de televisão no Senado, como nomeações para o Conselho Nacional de Televisão e discussões sobre a TV digital. (Do Blog de Notícias do Knight Center)

Comentário

Enquanto isso, no Brasil, continua o contubérnio de políticos e emissoras de  rádio e TVs. Veja como em boa parte dos estados  brasileiros há relação profunda entre o controle dos meios de comunicação e as famílias que mandam, há decadas, na política e na economia dessas regiões.

Apesar da necessidade de revisão no modo como são concedidos canais de rádio e televisão – e impor regras para a sua propriedade – todo político, da esquerda à direita, tem medo de mexer nesse vespeiro.

Recomendado para você