Política

Falando como presidente eleito, Acrísio defende que PT deixe oposição a RC

Acrísio se declarou vencedor da disputa interna do partido. (Júlio Caesar/O POVO)

Embora o resultado oficial da eleição do Processo de Eleição Direta (PED) do Partido dos Trabalhadores na Capital ainda não tenha sido divulgado, o vereador Acrísio Sena, que se declarou vencedor na noite deste domingo, 9, defende a saída do partido do bloco de oposição ao prefeito Roberto Cláudio (PDT) na Câmara Municipal.

Ele quer que a legenda passe à condição de “independência” para apoiar ou criticar a gestão de RC dependendo da pauta apresentada para fortalecer o governador Camilo Santana em Fortaleza visando a eleição de 2018.

“A tese aprovada (no ano passado) foi de ser oposição, mas a linha que vai ser adotada agora é de diálogo, visando Lula e a reeleição do Camilo. A posição que eu vou defender daqui pra frente é a de independência para termos autonomia de criticar e poder reconhecer as pautas positivas. Eu vou defender essa linha porque não podemos trabalhar uma perspectiva de enfraquecer o Camilo em Fortaleza, nós queremos fortalecê-lo”, disse.

Atualmente na oposição a RC, a legenda tem apenas dois vereadores. Além de Acrísio, simpático ao prefeito, Guilherme Sampaio, do grupo de Luizianne, completa a bancada.

Disputa

O anúncio oficial do resultado da eleição deve ser feito nesta terça-feira, 11. Recurso do grupo da ex-prefeita Luizianne Lins contesta suposta interferência de aliados do prefeito Roberto Cláudio no processo interno do partido. O questionamento pede que os votos da seção 114, que fica na Barra do Ceará,  sejam anulados por possível interferência no local.

O vereador Guilherme Sampaio (PT) afirmou que estão sendo reunidos fotos, vídeos e outras provas para que as providências sejam tomadas tanto na instância do partido ou, se necessário, juridicamente. “Estamos juntando evidências para utilizá-las. Houve interferência do prefeito, de vereadores da base e de terceirizados”, diz.

Recomendado para você