Sincronicidade

1º Aniversário do Blog Sincronicidade

549 9

É errado, portanto, censurar um romance que é fascinante por suas misteriosas coincidências (…) mas é certo censurar o homem que é cego a essas coincidências em sua vida diária. Pois sendo assim, ele priva sua vida de uma nova dimensão de beleza.

Milan Kundera

[Kundera, Milan. A insustentável leveza do ser. Citado em: Hopcke, Robert H. Sincronicidade ou por que nada é por acaso. Rio de Janeiro: Record: Nova Era, 1999, p. 11.]

Há um ano, às 18h59min do dia 21 de abril de 2009, nascia o Blog Sincronicidade, inaugurado com a postagem de um texto encabeçado pela mesma citação posta aqui em epígrafe. No texto, intitulado Jung e o conceito de Sincronicidade, abordávamos o tema que servira como inspiração para o Blog. Menos de três meses após sua criação, recebíamos um convite do Demócrito Dummar Filho para inseri-lo na blogosfera do O Povo on line. Depois de alguma hesitação, decidimos aceitar o convite e, ato contínuo, no dia 11 de julho do mesmo ano era postado o primeiro texto já no novo domicílio.

Desde então, foram postados 172 textos. Começamos o Blog delimitando sete categorias, passando depois para vinte e uma, sendo que, a estas, foi posteriormente adicionada a categoria 00.

Uma vez que escrever é para mim muito mais que um hobby, pois considero a escrita coisa muito séria, o Sincronicidade tem passado por algumas idas e vindas com momentos de intensa produção entremeados por outros em que se têm verificado lacunas entre uma e outra postagem, como, inclusive, tem ocorrido ultimamente. O fato é que a escrita acompanha o meu momento existencial, o que tem se refletido no Blog. De qualquer maneira, conseguimos chegar já a um ano de existência, o que hoje comemoramos.

Para registrar a data, resolvi fazer uma promoção, como forma de expressar minha gratidão aos leitores que têm despendido parte de seu tempo à leitura de nossos textos. Trata-se do seguinte: dentre os primeiros 21 leitores que postarem um comentário a este texto, sortearei o livro Escritos sobre ciência e religião, de Thomas Henry Huxley (Editora UNESP, Coleção Pequenos Frascos, 143 p). As condições para concorrer ao sorteio são as seguintes: além de escrever um breve comentário sobre o blog, o interessado deverá incluir, ainda, nome completo e endereço para remessa do livro.

A propósito do livro Escritos sobre ciência e religião, escreve Roberto de Andrade Martins, membro do Grupo de História e Teoria da Ciência, da UNICAMP: “Thomas Henry Huxley (1825-1895) foi um importante naturalista que defendeu a Teoria da Evolução de Darwin de importantes ataques. Teve, além disso, papel de destaque na vida intelectual inglesa do século XIX, escrevendo sobre muitos assuntos, como Filosofia, Educação e Religião. Autor polêmico, participou de debates sobre temas delicados, como a relação entre Ciência e Religião e a origem dos seres humanos. Este livro apresenta três de seus ensaios mais relevantes, um deles relativo à educação, os outros dois sobre crenças religiosas e seu contraste com o pensamento científico” (p. 7).