Ancoradouro

Igreja 2.0

Na linguagem da web a versão 2.0 engloba o conceito de interatividade. Uma verdadeira revolução iniciou tendo como protagonista o internauta. A Televisão sofre uma mutação e caminha também para a versão 2.0. A série LOST  marca o início dessa nova forma de ver TV.

A Igreja como filha de seu tempo está inserida nesse mundo de interatividade e perde se nele não se adequar. Hoje o fiel não quer apenas escutar o “sermão”, ele quer fazer parte do diálogo e ajudá-lo a construir. No mundo virtual a Igreja precisa entrar com toda sua potência e desbravá-lo.

Sites, blogs, twitter e outras ferramentas precisam fazer parte das estratégias de evangelização e relacionamento das paróquias, Novas comunidades e demais expressões da vida eclesial.  Diria é fundamental.

O papa Bento XVI é atento a estas realidades e implementa através de vários meios as Novas tecnologias a serviço da evangelização.

A Igreja 2.0 tem muitos desafios pela frente, contudo a assistência do Espírito Santo é a mesma e Este não a desamparará. A nós leigos e engajados na Igreja cabe utilizar dos diversos meios para construir a civilização do amor também no mundo virtual.

Recomendado para você

Nenhum comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =