Ancoradouro

Buscar os católicos afastados

Bispos do Regional Nordeste 3 em visista Ad LiminaAconteceu dos dia primeiro a onze de setembro a Visista Ad Limina dos bispos do Regional Nordeste 3 (Bahia e Sergipe) com o Papa Bento XVI. O encontro acontece a cada cinco anos e serve para indicar a unidade da Igreja Católica em torno do pontifície Romano.

Dia 10, o papa dirigiu a palavra aos bispos. Recordou os mais de quinhentos de evangelização no país e faz uma alerta sobre o crescimento das denominações evangélicas e neo-pentecostais. “Porém, ainda que os valores da fé católica tenham moldado o coração e o espírito brasileiros, hoje se observa uma crescente influência de novos elementos na sociedade, que há algumas décadas eram-lhe praticamente alheios. Isso provoca um consistente abandono de muitos católicos da vida eclesial ou mesmo da Igreja, enquanto no panorama religioso do Brasil, se assiste à rápida expansão de comunidades evangélicas e neo-pentecostais”, disse.

Os motivos para o abandono da fé católica foi apontada por Bento XVI. “Em certo sentido, as razões que estão na raiz do êxito destes grupos são um sinal da difundida sede de Deus entre o vosso povo. É também um indício de uma evangelização, a nível pessoal, às vezes superficial”, indicou o papa. E prosseguiu com direcionamento claro aos bispos, “… a Igreja católica no Brasil se empenhe numa nova evangelização que não poupe esforços na busca de católicos afastados bem como daquelas pessoas que pouco ou nada conhecem sobre a mensagem evangélica, conduzindo-os a um encontro pessoal com Jesus Cristo, vivo e operante na sua Igreja”, conclamou o pontifície.

Nenhum comentário

  • Whermeson Bezerra disse:

    Uma das formas de resgatar as pessoas é fazer como Cristo, Ele estava entre as pessoas mais rejeitadas do povo e lhes mostrava o Amor do Pai e quando convocava cada pessoa para a missão compreendia que umas pessoas dariam frutos cem por um, outras 60 por um e outras 30 por um, ou seja, Ele sabia que cada pessoa serviria de forma diferente, hoje infelizmente mostra-se apenas o pecado das pessoas e quando estas ainda estão em serviço cobra-se delas que deem sempre frutos cem por um. É como falou o Freu Hermínio Bezerra em sua coluna, mesmo nos mosteiros com uma padronização de atividades as mesmas aprendiam de forma diferente. Assim poderemos viver a liturgia deste domingo 12 de setembro: Naquele tempo, 1os publicanos e pecadores aproximavam-se de Jesus para o escutar. 2Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus. “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”. 3Então Jesus contou-lhes esta parábola:
    4Se um de vós tem cem ovelhas e perde uma, não deixa as noventa e nove no deserto, e vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la? 5Quando a encontra, coloca-a nos ombros com alegria, 6e, chegando à casa, reúne os amigos e vizinhos, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a minha ovelha que estava perdida!’
    7Eu vos digo: Assim haverá no céu mais alegria por um só pecador que se converte, do que por noventa e nove justos que não precisam de conversão.
    8E se uma mulher tem dez moedas de prata e perde uma, não acende uma lâmpada, varre a casa e a procura cuidadosamente, até encontrá-la? 9Quando a encontra, reúne as amigas e vizinhas, e diz: ‘Alegrai-vos comigo! Encontrei a moeda que tinha perdido!’
    10Por isso, eu vos digo, haverá alegria entre os anjos de Deus por um só pecador que se converte”.

  • zenilda disse:

    n~só catolicos mas qualquer alma que precise da presença de meu pai e esta missão não é de muitos e sim do povo que ele enviou todo mundo merece uma segunda chance

  • Francisco Aragão disse:

    O povo de Deus está cansando de seguir religião, de ir atrás de ensinamentos de homens uma vez que que isso só tem levado cada vez mais ao desânimo e a viver sem esperanças. Jesus trouxe-nos a simplicidade para falar com Deus através Dele entretanto o “farizeu cristão” inventou uma série de arranjos, visando manipular o servo de Deus e assim obter privilégios, poder e dinheiro. Mas todos não passam de lobos vorazes querendo apenas manter a conta bancária, seja ele o papa ou o pastor. Um dia tudo isso terá um fim e Cristo separará o seu rebanho e fora ficarão os cães!

  • Já dizia Pe. Zezinho em uma das suas canções:

    “É preciso pescar diferente”

    Acredito que precisamos reconquistar as almas, onde elas hoje estão cansadas de palavras. Elas querem ver Jesus em nós. A religiosidade pode prejudicar, o preconceito ou até os julgamentos afastam pessoas que não conseguem caminhar. Acredito que as vezes são os próprios cristãos que afastam as pessoas da igreja. Nossa evangelização precisa surpreender as pessoas e isso só conseguimos com a graça do Espírito Santo, com uma vida de oração.

    Acredito também que as pessoas querem ser evangelizadas, mas respeitando-as suas limitações, o que ela acredita. Precisamos evangelizar pelo sorriso, pelo abraço, pela nossa educação, pela ousadia do Espírito Santo, precisamos sair das panelinhas, da nossa zona de conforto.

    Que Deus nos abençoe.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 4 =