Ancoradouro

As mais fantásticas invenções da Igreja Católica

4622 11

A Igreja Católica trouxe uma grande contribuição à sociedade

Pe. Reginaldo Manzotti, Pe. Fábio de Melo, Pe. Marcelo Rossi são alguns dos sacerdotes muito conhecidos do público nos últimos anos. Suas atividades evangelizadoras alcançaram a grande mídia e com ela tomou proporção gigantesca o anúncio do Evangelho através dos meios de comunicação modernos.

Religiosos da Igreja Católica tem um rico histórico de contribuição ao longo da história da humanidade, no campo das artes, mas não só, nos mais diversos setores da sociedade eles influenciaram. O ANCORADOURO lista uma série de invenções dadas por pessoas ligadas diretamente à Igreja. Veja e se admire. Segue o nome do autor e a invenção.

Padres Oton e Ardoíno inventaram o alfabeto.

Padre Rogério Bacon inventou o telescópio.

Padre Zeucchi aperfeiçoou-o, em 1652.

Padre Humberto, o grande, inventou a bússola. Padre Flávio, de Nápoles, aperfeiçoou-a. Padre Tiago, de Vitry, aplicou-a à navegação.

Padre Cassiodoro, em 505, inventou o relógio. O papa Silvestre II fez o primeiro relógio de rodas. O padre Pacífico, de Verona, inventou o relógio de bolso. O padre Welogord, em 1316, fez o primeiro relógio astrológico.

Padre Alexandre Spina, dominicano, no 13º século, inventou o óculos.

Padre Magnon inventou o microscópio.

Padre Embriaco descobriu o hidrocronômetro e o sismógrafo.

Padre Bertoldo Schwartz inventou a pólvora.

Dom Galeno, bispo de Munster, descobriu as bombas.

São Boaventura, a teoria da termodinâmica.

Os padres Lona e Becaria descobriram as leis da eletricidade.

Padre Secchi, jesuíta, descobriu a análise espectral.

Padre Procópio Divisch, em 1759, descobriu o pára-raios, e não Franklin, que fez apenas aplicá-lo à proteção das casas.

O santo padre Beda descobriu as leis das marés.

Padre Gilbert introduziu os algarismos arábicos.

Padre Guido d’Arezzo inventou o nome das sete notas musicais.

Padre José Joaquim Lucas, brasileiro, inventou o melógrafo, ou modo de escrever as notas e sinais que correspondem à escrita musical.

Padre Alberto, saxonio, imaginou as leis da navegação aérea. Padre Bartolomeu de Gusmão, em 1720, fez a aplicação destas leis aos aerostatos, 60 anos antes de Mongolfier. O padre Amaro, monge, foi o desenhador da célebre carta marítima, em 1456, que inclinou Colombo às suas explorações. O padre Gauthier, em 1753, aproveitando as experiências de Papin, Dickens, Watt, inventou o moderno funcionamento da navegação.

Padre Nollet inventou as máquinas elétricas e descobriu a eletricidade nas nuvens.

Padre Raul, vigário de Sfax, é o verdadeiro inventor do submarino moderno.

Padres jesuítas são os descobridores do gás. O padre Duen fundou, em 1715, a primeira fábrica de gás. 

Padre Painton inventou a bicicleta, em 1745.

Padre Barrant, monge, descobriu o freio das locomotivas.

Padre cavalieri, jesuíta, inventou a policromia.

Os padres Ponce e Epée, beneditinos, estabeleceram o método da educação dos surdos.

 O padre J. B. de La Salle foi o primeiro a fundar escolas livres.

 O padre Fegenece foi o primeiro a praticar a gravura nas vidraças.

 O cardeal Mezzofanti foi o maior conhecedor de línguas do século passado.

O bispo Virgílio, de Salzburg, foi o descobridor da existência dos antípodas.

 O padre Alberto Magno, dominicano, descobriu o zinco e o Arsênico.

O cardeal Régio Fontana inventou o sistema métrico.

 O padre Lucas de Borgo é o inventor da Álgebra.

Diante desta lista imensa torna-se difícil esconder a luz em baixo da mesa. Foi inegável a contribuição da Igreja na construção e modernização da sociedade. Ainda se poderia aferir interferência de eclesiásticos em setores como administração, economia, comunicação, engenharia, medicina, etc

Com informações do blog Angelo Rigon

Recomendado para você

11 Comentários

  • Whermeson Bezerra disse:

    Os nomes eu não tenho no momento, mas sei que que um monge italiano inventou o método das partilhas dobradas usadas na contabilidade e também um monge do Rio Grande do Sul inventou o rádio mas que não expandiu sua descoberta sendo mais tarde desenvolvido por americanos. Temos ainda o monge Mendel que descobriu as leis básicas da hereditariedade.

  • Raimundo Bezerra disse:

    PE. Landell de Moura, gaucho o inventor do radio. Existe uma patente fita por ele do evento nos EUA meses antes do conhecido Marconi.

    Isso mesmo, poucos sabems mas um Pe. brasileiro inventou o radio.

  • Huerton Bezerra disse:

    O padre J. B. de La Salle foi o primeiro a fundar escolas livres. ESSE FOI LUTERO.
    Padre Bertoldo Schwartz inventou a pólvora. CHINESES.
    Padre Rogério Bacon inventou o telescópio. Galileu Galilei (foi forçado pela igreja a negar suas descobertas)
    Padres Oton e Ardoíno inventaram o alfabeto. amenos que eles fossem romanos, o alfabeto é bem mas antigo que a Igreja
    Padre Magnon inventou o microscópio. o microscópio foi inventado em 1590 por Hans Janssen e seu filho Zacharias.
    Dom Galeno, bispo de Munster, descobriu as bombas. novamente os chineses.
    Padre Embriaco descobriu o hidrocronômetro e o sismógrafo. inventado na China por Chang Heng em 132.
    James Prescott Joule
    Padre Gilbert introduziu os algarismos arábicos. .Leonardo Fibonacci, também conhecido como Leonardo Pisano ou ainda Leonardo Bigollo, mas, na maioria das vezes, simplesmente como Fibonacci foi um matemático italiano, tido como o primeiro grande matemático europeu do Medievo. É considerado por alguns como o mais talentoso matemático ocidental da Idade Média.[2] Ficou conhecido pela descoberta da sequência de Fibonacci e pelo seu papel na introdução dos algarismos arábicos na Europa.
    Padre Painton inventou a bicicleta, em 1745. Ao pé-da-letra, o primeiro modelo a ser chamado de bicicleta (“duas rodas”) surgiu em 1870. Era toda de metal, tinha os pedais na enorme roda da frente e custava o equivalente a seis meses de salário de um trabalhador médio. Mas não foi uma invenção, algo surgido do dia para a noite, e sim o resultado de uma evolução que começou num brinquedo criado na França 80 anos antes. Tratava-se de um pequeno cavalo de madeira dotado de uma roda dianteira fixa, que não podia ser virada para os lados. Um probleminha resolvido quando o barão alemão Karl von Drais desenvolveu a “máquina de andar” em 1817. A roda virava, só que os pedais ainda não tinham sido concebidos: era preciso andar com os pés no chão para impulsionar o veículo, no melhor estilo Fred Flinstone.
    Foi o ferreiro escocês Kirkpatrick Macmillan, em 1839, quem primeiro apareceu com os pedais grudados na enorme roda da frente – acreditava-se que quanto maior ela fosse, mais rápida a engenhoca andaria. A tendência das rodas de tamanho igual, assim como o sistema de corrente e catraca, surgiu num projeto inglês na década de 1880. Os mecanismos de marcha que permitem alcançar maiores velocidades sem grande esforço foram inventados na década seguinte.
    Padre Nollet inventou as máquinas elétricas. O engenheiro alemão Werner Siemens inventou o dínamo em 1867, o que possibilitou a utilização industrial da eletricidade (sem dínamo não há maquina elétrica).
    Paracelso descobriu o zinco
    O cardeal Régio Fontana inventou o sistema métrico. o sistema métrico decimal é uma evolução das medidas de cumprimento da antiguidade, não se pode determinar quem inventou e sim que o adotou!

    • Mateus Leme disse:

      Quando eu li que as leis da termodinâmica e a pólvora foram inventadas por um padre logo notei que esse artigo é puro click bait. Vim nos comentários procurando alguém que tenha bom senso, triste que você é o único que eu encontrei.

  • Deivison disse:

    A nossa Prestigiosa igreja é tão universal, até mesmo nas ciências. É muito fácil a sociedade dar crédito a mídia quando publicam escândalos de pedofilia envolvendo clérigos, o difícil é abrir livros a fim de encontrar as glórias da fundadora da civilização ocidental. Tudo isso nos enche de orgulho, nos faz crer no que Nosso senhor havia falado: “ As portas do inferno não prevalecerão contra a minha igreja”.

  • José disse:

    é triste ver hoje em dias pessoas ignorantes e semi-analfabetas quererem julgar e criticar a Igreja, muitas vezes agindo com violência e vandalismo. ao invés de usarem a Bíblia para pregar o amor, a usam para julgar e condenar.

  • sou um angustiado e sofro pelas injustiças que com culpa ou sem culpa muitos tratam a igreja.
    Pior,até mesmo dentro da minha família não falta quem debocha da igreja sem que se poça fazer alguma coisa para mudar tudo isso. Não querem saber dela,se recusa a frequentar.
    É isso.

  • Victor disse:

    data venia, mas eu duvido que esse post proceda… logo que possui informações que não são verídicas. O telescopio não foi inventado por um padre, a algebra foi inventada por Al Khwarizmi, a polvora foi inventada pelos chineses e o nosso alfabeto foi usado pelos romanos mesmo antes da vinda de Jesus

  • Lutero II disse:

    Ainda bem que Cristo disse: graças dou ao meu pai que está no céus que revelou os misterios da verdade ao que nada são, e confundiu os que dizem que são. infelizmente, aposto que nenum destes sientistas conhecem as verdade biblicas, se conhecem nao as obedeceram.

  • Osvaldo Araújo disse:

    Apenas uma ressalva , ou uma dúvida. Desde muito tempo atrás, nas escolas , aprendemos que os chineses foram os inventores da pólvora. E , salvo engano de minha parte, também a descoberta dos grupos sanguíneos, e a invenção da máquina de datilografia, também foram obras de padres, e padres brasileiros.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *