Ancoradouro

Católicos e evangélicos unidos contra o PLC 122/2006

(Dorivan Marinho/Folhapress)

Cerca de vinte e cinco mil pessoas se reuniram hoje,01, em frente ao Congresso num protesto pacífico contra o PLC 122/2006 que prevê privilégios para a minoria gay.

Após o ato foi entregue ao presidente do senado José Sarney (PMDB-AP) um abaixo-assinado contendo mais de 1 milhão de assinaturas contra a medida. Deputados e senadores da bancada cristã estiveram presentes ao ato sob o comando pastor Silas Malafaia.

Segundo o pastor da Associação Vitória em Cristo não há acordo. “O projeto de lei é inconstitucional. Lei contra a homofobia já existe”, disparou.

Segundo a revista Veja “um grupo de cerca de 30 homossexuais protestava contra movimento dos cristãos. Embora o grupo tenha ficado próximo à manifestação principal, e apesar de os gays terem usado algumas palavras ofensivas, não houve tumulto.”

Nenhum comentário

  • Assim devem ser os cristãos. Unidos em torno da fé e tratando o próximo como amor, não impondo condições para esse amor.

  • Bosco disse:

    Unidos como o Aldo Rabelo e a sua motosserra. Com o mesmo objetivo. Fazer o mau. Como sempre.

  • whermeson bezerra disse:

    Bosco, de acordo com William Lecky, critico severo da Igreja, “não se pode sustentar nem na pratica nem na teoria, nem nas instituições fundadas, nem no lugar que a ela foi atribuído na escala dos deveres, que a caridade ocupasse na Antiguidade um lugar comparável àquele que atingiu no cristianismo.” Então o mal, infelizmente, está sendo praticado pela cultura secular que destrói o futuro da humanidade assim como pais que não educam destroem o futuro dos filhos.

  • Fabiano, Marta e Tobias disse:

    Caros irmãos,

    Deveríamos deixar recair sobre nossa consciência a certeza de que não se defende direitos próprios supriminfo os dos outros ou sob a justificativa de “SENDO BOM PARA POUCOS NÃO IMPORTA O RESTO.”
    O movimento lançado pelos irmãos homossexuais levanta essa bandeira. Querem a todo custo seus direitos sem importarem-se com a degradação que os mesmos causarão à sociedade. Que estes tem direitos e deveres, reconhecidamente tem.
    Mas aqui lanço a proposta de desafiar os mesmos a tomarem posse do maior direito que lhes é dado e muitos nem conhecem ou se conhecem ignoram: A VONTADE DE DEUS para suas vidas.
    Porque perder-se por caminhos que se acabam e se pegar a coisas que passam. Isso não é preconceito é realidade.
    Defende-se um direito transitório, falível e fulgaz enquanto perde-se o que é eterno.
    Parabéns aos cristãos que defendem a moral, que defendem o que é eterno.
    Aos que não reconhecem isso, nosso desejo de que encontrem o caminho certo e por ele sigam, pois lembrem-se:
    “O vento não ajuda o barco que não sabe o rumo certo a seguir.”

    Deus os abençoe!

    Fabiano, Marta e Tobias

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *