Ancoradouro

Parada gay protesta contra cristãos em 2011

Neste ano a parada gay de São Paulo, considerada a maior do mundo, apropriou-se de uma citação bíblica para protestar contra os cristãos. Com a frase “amai-vos uns aos outros” o grupo desfilará com trio elétrico próprio para um grupo de religiosos ligados ao protestantismo  e anglicanismo.

Que as minorias possuem o direito de manifestação e livre expressão isto é fato e a constituição garante. Contudo, o respeito ao universo religioso deve ser uma premissa básica, assim como eles rogam para si o mesmo direito. Embora o manifesto da organização afirme que se apropria do termo com respeito o protesto pode tomar rumos perigosos.

Uma coisa é exigir respeito, outra é lançar mão de pertenças da religiosidade. Ainda mais quando se constata que o  ambiente das paradas gays mais parece um carnaval onde tudo é permitido com  bebedeiras, semi-nudez e outros hábitos que por mais queiram aliar com o  discurso religioso  jamais conseguiriam pois como água e óleo o sagrado e o profano não se misturam quando o objetivo é tolher a liberdade do outro.

Que os gays rezem e tenham sua crença isto também é um direito. No entanto misturar elementos da fé, caro a milhões de brasileiros, como a palavra de Deus a um protesto ao estilo das paradas gays torna-se uma ofensa. Por que não outras vias para o diálogo e a busca da justiça? Por que o afronte?

Com um discurso pretérito, inconsistente e anacrônico o movimento vem falar de “inquisição” em sua carta de intenções ao anunciar o tema da parada como se houvesse uma perseguição dos cristãos aos homossexuais quando todos sabemos que não é verdade. Apenas se quer garantir o direito de expressão e de preservar valores fundamentais à manutenção da sociedade.

Frente às derrotas com a não-aprovação do projeto de  lei 122/2006, a proibição de distribuição do kit-gay e a ascensão do projeto de lei 124/2011 que visa sustar a decisão do STF sobre a união estável, a minoria revoltou-se contra os cristãos que articulam através da bancada política a defesa da família, esta, constituída por um homem e uma mulher como acena a constituição.

No Acre foi denunciado pela mesma bancada cristã o desatino de educadores que trancaram crianças em uma sala de aula para assistir aos vídeos deseducativos do famigerado kit-gay. A esta ditadura católicos e evangélicos dizem não e dentro de seus direitos lutam para que seja preservada a constituição familiar em sua originalidade natural.

Quanto à citação bíblica, esta perde a força quando é tratada fora de seus parâmetros de interpretação. Embora a cultura gay e relativista diga que tudo se pode e qualquer sentimento possa ser considerado sinônimo de amor a tradição não muda e amor tem um sentido mais profundo do que o empregado pela linguagem maquiada ou de protesto.

Aqui cabe muito bem as palavras do senador Cristovam Buarque quando alertou sobre o kit-gay como combate à homofobia, a se ter cuidado para que o remédio não seja dado em dose desproporcional ao que recomenda a bula.

Nenhum comentário

  • patricia alves disse:

    este blog é a mais perfeita forma de ingnorancia que ja vi…. e ainda vem dizer que há não perseguissao dos religiosos contra os gays! estes estupidos textos que são postados diariamente é um ato de perseguissao!
    os gays não atacam os religiosos de forma alguma, mas são atacados por religiosos muitas vezes de maneira ofenciva! querem mesmo que fiquem mudos diante disto? o que todos querem e tem direito é de buscar e alcansar a felicidade….

  • PARABÉNS PELO SEU BLOG,NÓS CRISTÃOS DEVEMOS SER COMO O APOSTOLO PAULO SEM MEDO DE PROPAGAR O QUE ACREDITAMOS E ABRIR OS OLHOS DA SOCIEDADE CONTRA ESSA CULTURA DE MORTE,QUEREM NOS COLOCAR A MORDAÇA,MAS O NOSSO DEUS É MAIS!

  • Marcus disse:

    Acho engraçado os gays dizerem que não há perseguição aos cristãos e ao mesmo tempo quererem calar os cristãos, quer dizer. não acho engraçado não.
    Sinto falta de mais artigos apologéticos/doutrinários, Vanderlúcio.

  • A Paz para todos !
    Mias uma vez tem gente que não quer entender , cito o exemplo DA SENHORA OU SENHOR NÃO SEU NEM ME DIRIGIR ( PATRICIA ALVES que fez críticas ao blog ) o que nós cristãos buscamos é o direito de expressão para proteger a instituição família como célula maior e principal da sociedade . Acho que irei criar uma ONG em favor da grande maioria da sociedade brasileira , para garantir a manutenção dos direitos dos HETEROSEXUAIS . agora temos que fazer novas leis contra uma nova modalidade de discriminação a HETEROfobia.

    Sou Contra a pratica homossexual acho uma grande perda para os valores morais que são escenciais para que um indivíduo possa crescer saudável . galera GLS vc podem esperniar !! bater o pé mas quero ver se vcs conseguem mudar os princípios de Deus para o ser humano. Deus disse homem e mulher crescei e multiplicai vcs conseguem fazer isso ???? então estão errado !!!

  • Wilton Vital disse:

    “Amai-vos uns aos outros, chega de homofobia” foi o tema. Não vejo ataques contra a igreja (a mesma que está imensamente interessado na vida sexual das pessoas, porque sem esse detalhe, o homossexual é idêntico ao heterossexual, não?).

    Esse site é super tendencioso e sempre incoerente e sinto um dó muito grande das pessoas que o acessa.

  • Bruno disse:

    A Constituição da República Federativa do Brasil está acima de qualquer escritura “sagrada”! As minorias sociais não são inferiores e tem o direito ao respeito também. Ninguém é obrigado a seguir valores religiosos, portanto, parem de perseguir os gays, que coisa chata! Ninguém é obrigado a “pertencer” a alguma religião! Vá pra seus cultos e deixem a vida dos que não querem ir pra suas igrejas! Basta! Fiquem na sua que o povo gay ficará também na deles. Pronto! O que não se pode é ser perseguido e ficar calado!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *