Ancoradouro

candidato gay defende pedofilia

Candidato gay defende pedofilia na Irlanda Qual seria sua reação mediante uma manchete como a seguinte?

“Candidato à presidência da Irlanda é a favor da pedofilia”

Provavelmente, de espanto, repulsa e até quem sabe, de nojo. Mas nesta sociedade em que tudo se relativiza era de esperar apologistas deste naípe que defendem  crimes e condutas morais reprováveis. Há dez anos era inconcebível pensar algum movimento popular defendendo a legalização e liberação da  maconha, por exemplo. Caso ouvíssemos uma manchete desse tipo ficaríamos tal qual, estupefatos, como inspira a defesa da pedofilia.

Também seria escandoloso ler notícias como a distribuição de kit gay, o SUS patrocinar a cirurgia de mudança de sexo ou ainda a adoção de criança por pares homoeróticos. Mas tudo está praticamente legitimado e já não tanto espanto em se discutir tais temas. Presumo com muita tristeza que em breve o assunto pedofilia também será defendido cada vez mais pelos ditos intelectuais e meia dúzia de ativistas.

Voltando à Irlanda, o nome do candidato à presidência  que defende a pedofilia é  David Norris. Ele é homossexual e mantinha a liderança pelo cargo até vir à tona sua bases de lutas. O candidato chama de pedofilia clássica o fato de não se ter limites de idade para o consentimento de prática sexual de um adulto com uma criança ou adolescente.

Nem precisa dizer que para Norris, prostituição e drogas deveriam ser legalizadas. Cumpre-se o ditado, um abismo atrai o outro. Quanto ao incesto para o candidato gay só deveria haver punição caso houvesse gravidez. Norris recorre ao filósofo grego Platão para defender sua ignominiosa opinião. Citando a obra de Platão O Banquete, ele escreveu: “O maior filósofo que já houve argumentou que o amor físico é a porta de entrada para o amor espiritual. Essa obra finaliza, de forma muito comovente, com Alcibíades, o belíssimo jovem de Atenas, confessando que se ofereceu sexualmente para Sócrates em troca de ter parte na sabedoria de Sócrates. Esse texto foi preservado em toda a Idade Média. Eu vi essa atitude e experiência iluminadora como uma introdução muito mais interessante e preferível à sexualidade do que minha própria experiência. Essa é a minha opinião pessoal”.

Vale ressaltar que na Holanda já teve um partido criado por pedófilos e que defendia o ato reprovável. Para criticar os cristãos, o partido adotou o nome que era um trocadilho  com a expressão “amai-vos uns aos outros”.

Em tempos de relativismo prático e prostituição da palavra amor querem justificar  o afeto como  base das relações  e até da família. Este amor, sinônimo de crime e devassidão não encontra ressonância na Palavra Sagrada. Que encontrem outro nome para embasar suas patifarias.

Nenhum comentário

  • whermeson bezerra disse:

    Como as pessoas deturpam as palavras, cabe-nos utilizar as palavras corretas mesmo sem eufemismos, este tipo de candidato é a favor da pedarastia: Pedófilo – Do grego, paida = criança, + philo = amigo. A palavra etimologicamente no grego clássico, só tinha o bom sentido de simpatia e amizade saudável para com a criança, como a do pedagogo. Só nos últimos 25 anos passou a ter o sentido de perversão sexual. Explico-lhe facilmente: o grego e o alemão são as línguas mais palavrosas e mais lógicas das oito línguas que eu já estudei. O grego tem três verbos para exprimir três nuances do “amor”: ágape = amor doação, caridade; phílos = amor amizade, amor intelectual e eros = amor afetivo-sexual. No grego clássico, o que hoje chamamos “pedófilo” era chamado de “pederasta”, que vem de “paida” = criança + rasta, termo formado a partir do verbo eráo = amo, desejo sexualmente. É desse verbo que vêm: erógeno, erótico, erotismo, erotomania, etc. O termo pedófilo está etimologicamente deturpado como sinônimo de pederasta. Cognatos: pedogênese, pedótriba (atenção: o acento é na sílaba (dó) e pedotrofia. Ang. Pedophile. Esp. Pedofilo. Fr. Pédophile. It. Pedofilo. Al.
    http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=947007

  • Caros irmãos,

    Só uma observação no comentário acima: Aqui não se aplica ou cabe etmologia nenhuma, por mais plausível que seja.

    O que pensar de um candidato que vê como “natural”, atrocidades como: INCESTO e PEDOFILIA?
    É absurso que as pessoas concordem com uma desordem moral a este nível. Não podemos nos deixar nivelar por baixo.
    O que aconteceria se um candidato apresentasse sua plataforma de governo com o seguinte enunciado:

    QUANDO FOR ELEITO APROVAREI AS SEGUINTES LEIS:

    1 – O PAI PODE ESTUPRAR A FILHA OU O FILHO. NÃO HAVERÁ PUNIÇÃO SENÃO HOUVER GRAVIDEZ.
    2 – PARA EVITAR A GRAVIDEZ E O ESTUPRO ACONTECER SEM PROBLEMAS, JÁ ESTÁ DISPONÍVEL NAS ESCOLAS E POSTOS DE SAÚDE TODOS OS TIPOS DE PRESERVATIVOS.
    3 – PARA CONSCIENTIZAR MAIS AINDA QUE ISSO É NECESSÁRIO, TEMOS CAMPANHAS NAS ESCOLAS QUE ORIENTAM ISSO.
    4 – DECRETO O FIM DA FAMÍLIA. NINGUÉM É DE NINGUÉM E TODOS SERÃO FELIZES ASSIM.
    4 – E SEM MAIS DELONGAS VAMOS A LEI MAIS IMPORTANTE:
    DEIXEM DEUS DE LADO. QUEM MANDA EM VOCÊ É VOCÊ!

    Pronto, eis aí o programa de governo.
    Você votaria neste candidato?
    Você concordaria nestas colocações. Pois é para isso que caminha a humanidade se nós não tivermos a coragem de testemunhar a Verdade, a verdadeira finalidade para a qual fomos criados.
    Enquanto poucos falam e impõem, muitos baixam suas cabeças em uma atitude covarde e inerte. fala-se tanto e faz-se tão pouco.
    Não me refiro a violência ou preconceito. Isso não leva a nada e nem é isso que Jesus nem a Igreja deseja.
    Mas é necessário e urgente uma “decidida decisão” de ir contra a maré de um mundo que jaz em sua própria ânsia de liberdade e felicidade.

    Católicos, cristãos, povo de Deus, tenham coragem, no mundo haverei de ter tribulações e perseguições, mas CORAGEM, Jesus venceu o mundo!!!!

    Deus os abençoe!!!

    Fabiano, Marta e Tobias

  • V.SAntos disse:

    E daí, Whermeson Bezerra? Se a palavra adquiriu outras conotações com o passar do tempo, é uma outra questão. O nosso Código Penal prevê a PEDOFILIA como crime. Ponto final.

  • Bosco disse:

    É claro que uma proposta dessa não terá os votos dos eleitores, no entanto, ele tem o direito de propô-la, se é da vontade dele. Aposto que das sacristias, viria muitos votos para ele, afinal o sufragil é secreto, como secreto ficaram por muito tempo os crimes paraticados lá por seculos a fim.

  • whermeson bezerra disse:

    A minha preocupação é as pessoas usarem de eufemismos para diminuir a gravidade de um erro terrível; o mau candidato da Holanda usou de um argumento que está se tornando prática atual, a de retomar ações e pensamentos antigos como se fossem corretos.

  • DE FATO VIVEMOS A ERA DO RELATIVISMO,MAS NÓS CRISTAOS PRECISAMOS ASSUMIR A NOSSA FÉ E PARTIR PARA AÇOES MAIS CONCRETAS DE REPUDIO A ESSES TIPOS DE CONDUTA,HA MARCHA DE TUDO QUANTO É TIPO, E A NOSSA MARCHA PARA DEFENDER OS VALORES DO EVANGELHO? É PRECISO QUE NOSSA FE SEJA MAIS PROPAGADA!

  • Caro Bosco,

    Se utilizar melhor o seu tempo e mergulhar na Sagrada Escritura, não das alturas de sua humanidade, mas do humilde abaixar-se, verás que o próprio Cristo nos exorta que: “Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto que não venha a se tornar conhecido” (Mateus 10.16b).
    Isso não justifica nenhum erro que tenha sido ou que se cometa dentro das sacristias, como vc cita, só que vc esquece vc que há mais alegria por um pecador que se arrepende do que por 99 justos. Há pecado e pecadores? Sim.
    Melhor viver uma vida de luta diária com o pecado e com nossa humanidade pecadora do que sucumbir em uma existência vazia e efêmera, pois Jesus é bem claro: Tudo passará, só Ele permanecerá e quem estiver Nele estará na mesma condição.
    Que todos tem a liberdade de expressar o que quer, isso é óbvio. Como óbvio também é a liberdade que Deus nos deu para escolhermos a Ele e a sua Santa Vontade.
    Por isso que a postura deste candidato ou de qualquer outro que assim proceda, será sempre questionada.

    Deus o abençoe!!!

    Fabiano, Marta e Tobias

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − 8 =