Ancoradouro

Dom Orani alerta sobre perigo da ideologia do gênero no PNE

453 4

O mais novo cardeal do Brasil Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, lançou uma longa reflexão para alertar os brasileiros sobre  os perigos da ideologia do gênero presente no Plano Nacional de Educação -PNE. 

Dom Orani alerta brasileiros sobre perigo da ideologia do gênero nas escolas.

Dom Orani alerta brasileiros sobre perigo da ideologia do gênero nas escolas.

O texto é fruto da reunião plenária da União dos Juristas Católicos do Rio de Janeiro (UJURCAT-RJ) com o purpurado ocorrido na última segunda-feira, 24. A assembleia  aprovou por unanimidade posição contrária a inserção do termo ‘gênero’ e da expressão ‘orientação sexual’ como princípio e/ou diretriz do Plano Nacional de Educação – PNE.

Dom Orani começa explicando o que é a ideologia e como quer se perpetrar institucionalmente no país. “A ‘revolucionária’ ideologia de gênero vem tentando se implantar no Brasil por meio de grandes esforços do poder reinante ou dominante”.

As premissas que sustentam a implantação desta ideologia precisam ser refutadas na opinião do arcebispo pelos cidadãos e cristãos brasileiros. “Ela oferece às pessoas a ilusão de que serão plenamente livres em matéria sexual, contudo, uma vez que essas pessoas tenham tomado a mentira por verdade, são aqueles que detêm o poder real que escolherão, a seu beneplácito, o modo como o povo deverá – padronizadamente – exercer a sua sexualidade sob o olhar forte do Estado que tutelaria para que cada um fizesse o que bem entendesse”.

Arcebispo orienta que cristãos se manifestem.

Arcebispo orienta que cristãos se manifestem.

Agir com coragem ou medo diante desta revolução perversa? Pergunta o texto. E responde: “é preciso fazer a nossa parte conhecendo e apresentando ao público a verdadeira face da ideologia de gênero escondida atrás de uma fantasia carnavalesca. Olha-nos sorridente para conquistar-nos. Uma vez conseguido seu intento, fecha sua carranca e ataca-nos impiedosamente para destruir a vida, a família e os valores sociais alicerçados na lei natural moral que ensina a fazer o bem e evitar o mal. Todavia, quem se julgar livre para defender os valores naturais e cristãos pode ser duramente perseguido, moral e fisicamente, como já se faz, ainda que um tanto veladamente, em não poucos países. A classificação de “retrógrado” e outros nomes é muito comum na verbalização e condenação daqueles que conseguem refletir sobre esses fatos”. 

Leia a mensagem na íntegra, aqui.

Mais sobre a campanha de conscientização para impedir a  ideologia do gênero no PNE (Fonte: Padre Paulo Ricardo)

Está em fase final de tramitação na Câmara Federal o PL 8035/2010, de origem do executivo, que cria o PNE – Plano Nacional de Educação para os próximos 10 anos. O pedido é simples. É absolutamente necessário que você ligue para a lista de onze parlamentares abaixo e solicite que na votação do PL, no próximo dia 26 de março, seja mantida no artigo 2º do projeto, a redação aprovada no Senado. Por favor, escreva este pedido numa única mensagem, c/c oculta, para todos os deputados integrantes da lista e também para as lideranças dos partidos, cujos e-mails encontram-se no final deste texto.

A ideologia de gênero é uma nova técnica, idealizada, em conjunto com fundações internacionais, pelos partidos de esquerda que pretende, utilizando o sistema escolar, abolir a família como instituição social. Aprovado o Plano Nacional de Educação, no ano que vem poderá ser apresentado outro projeto de lei, que proporá a educação sexual obrigatória nas escolas, sem direito a objeções de consciência por parte dos pais, conforme já faz parte das orientações internacionais da ONU a este respeito.

Quando estas duas leis estiverem aprovadas, o sistema educacional brasileiro será transformado em uma máquina armada para a demolição e a destruição da família natural. É a nova revolução socialista de que o PT, orientado por organizações internacionais, é atualmente o principal protagonista no Brasil.Se o Plano for aprovado, nos próximos dez anos nossos filhos serão educados segundo a nova ideologia de gênero.

Pedimos a todos que receberem esta mensagem que telefonem e enviem mails aos Deputados que irão votar o Plano Nacional de Educação no dia 26 de março.

Entrem também em contato com os professores de seus filhos. Peçam que eles se manifestem junto à Câmara.

Contatos dos parlamentares 

O cidadão pode ligar no 0800619619 ( Disque Câmara) solicitando que repassem aos parlamentares membros da Comissão Especial a sua contrariedade em relação ao artigo 2º do texto da Câmara pedindo a manutenção do texto aprovado pelo Senado Federal sem a ideologia de gênero.

 Envie também um e-mail numa única mensagem, c/c oculta, para todos os deputados integrantes desta lista:
Angelo Vanhoni PT/PR: (61) 3215-5672 / (61) 3215-2672
Renan Filho PMDB/AL: (61) 3215-5907 / (61) 3215-2907
Eduardo Barbosa PSDB/MG: (61) 3215-1540 / (61) 3215-2540
Mara Gabrilli PSDB/SP: (61) 3215-5226 / (61) 3215-2226
Nelson Marchezan Junior PSDB/RS: (61) 3215-5250 / (61) 3215-2250
Nilson Pinto PSDB/PA: (61) 3215-5527 / (61) 3215-2527
Marcos Montes PSD/MG: (61) 3215-5334 / (61) 3215-2334
Antônio Roberto PV/MG: (61) 3215-5736 / (61) 3215-2736
Efraim Filho DEM/PB: (61) 3215-5744 / (61) 3215-2744
Professora Dorinha Rezende DEM/TO: (61) 3215-5432 / (61) 3215-2432
Leopoldo Meyer PSB/PR: (61) 3215-5233 / (61) 3215-2233
Alex Canziani PTB/PR: (61) 3215-5842 / (61) 3215-2842

dep.alexcanziani@camara.leg.br,dep.leopoldomeyer@camara.leg.br,dep.professoradorinhaseabrarezende@camara.leg.br,dep.efraimfilho@camara.leg.br,dep.antonioroberto@camara.leg.br,dep.marcosmontes@camara.leg.br,dep.nilsonpinto@camara.leg.br,dep.nelsonmarchezanjunior@camara.leg.br,dep.maragabrilli@camara.leg.br,dep.eduardobarbosa@camara.leg.br,dep.renanfilho@camara.leg.br,dep.angelovanhoni@camara.leg.br

Recomendado para você

4 Comentários

  • jorge luis de sousa ferreira disse:

    família- união entre um homem e uma mulher e que gere filho.

  • Dom Orani está correto, pois essa ideologia se baseia numa política e não na ciência. A homossexualidade é uma agressão física, além de uma ofensa moral, pois é responsável pelo aumento do câncer retal e da próstata, pois se baseia no coito oral e anal.

  • Felipe disse:

    “família- união entre um homem e uma mulher e que gere filho.” (Ou seja se o homem ou a mulher for estéril mesmo que se una, não são família? Uma mãe e um filho não são família? Um pai e um filho não são família? Ah pelo amor de Deus né!)

    “Dom Orani está correto, pois essa ideologia se baseia numa política e não na ciência. A homossexualidade é uma agressão física, além de uma ofensa moral, pois é responsável pelo aumento do câncer retal e da próstata, pois se baseia no coito oral e anal.” (Então a homossexualidade é só masculina? faminina é uma agressão física ao o que??? Ofensa moral??? hahahahaha Nos dê outros motivos pois esses estão rasos demais.)

    Se lerem atentamente o texto verão que o Dom ai, explicita algo que ele acha que na cabeça dele vai acontecer, e não algo real. Mas ele ao invés de se preocupar com coisas mais importantes como a fome, a miséria, coisas do tipo, prefere preocupar-se com a sexualidade alheia. A familia tradicional nunca vai acabar, isso é um fato. E ninguém quer destruí-la, as pessoas tem que parar de ser paranóicas quanto a isso. E pra finalizar, MESMO que se insta-le coisas desse tipo em escolas, coisa que NÃO vai acontecer, quem for homossexual, não vai “virar” hetero, quem for hetero, nunca será homossexual. Por que? Porque qualquer pessoa informada e que consiga se esvair de preconceitos e conversar com homossexuais ou transsexuais, sabe que as pessoas são assim, e não foram condicionadas a isso.
    E viva o Papa Francisco, sábio homem, que vem quebrando paradigmas ignorantes da igreja, faz um bom tempo.

  • Pedro Lodi disse:

    A Bíblia condena a prática do homossexualismo. O Catecismo da Igreja Católica também. Os Evangélicos seguem o mesmo caminho. Portanto, 90% da população brasileira, que é cristã, vai ser obrigada a ver nossas escolas ensinarem a nossos filhos que não há menino e menina, mas pessoas que podem escolher ser o que quiserem. E isso vai ser obrigatório. O que se fazer com os colégios que não concordarem com isso, inclusive os católicos e evangélicos? É simples: usa-se a lei e se fecha o Colégio. E com os pais que não aceitarem tal educação? Podem, legalmente, perder o direito de educar seus filhos, que serão entregues ao Estado. O que será da família? Será dissolvida.E tudo isso para atender a uma classe que não chega a 1% da população. Será que as pessoas não estão vendo que isso é uma tática socialista para enfraquecer a família e destruir o cristianismo? A IGREJA PRECISA SE MANIFESTAR DE FORMA MAIS CLARA E PRECISA, ATRAVÉS DE SUAS PARÓQUIAS, NAS MISSAS DE DOMINGO. É UMA QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA DA CIVILIZAÇÃO CRISTÃ. NOSSO CLERO NÃO PODE SER OMISSO OU CONIVENTE. QUE DEUS NOS AJUDE.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 20 =