Ancoradouro

Padre Marcelo Rossi confirmado no Queremos Deus 2018

4494 1

Na manhã deste penúltimo dia do ano foi confirmada a presença de Padre Marcelo Rossi no Queremos Deus 2018, que será realizado dia 4 de fevereiro no estádio Presidente Vargas, a partir das 14h.

É a primeira vez que Padre Marcelo Rossi participa do Queremos Deus.

Para esta edição, o evento ainda contará com as presenças de Padre Antonio Furtado, Naldo José, Luis Carvalho da Comunidade Recado e missa presidida pelo arcebispo Dom José Antonio Aparecido Tosi Marques. 

Mais sobre Padre Marcelo (letras.com)

Marcelo Mendonça Rossi nasceu em 20 de maio de 1967 e foi criado em Santana na zona norte de São Paulo, com seus pais Antônio e Vilma e duas irmãs Mônica e Marta.

Em 1989 formou-se em Educação Fí­sica. Aos 21 anos sofreu um choque duplo: seu primo morreu em um acidente de carro e na mesma época, ficou sabendo que uma tia tinha um tumor maligno na região occipital.


Marcelo só encontrou conforto na Igreja, a qual havia abandonado cinco anos antes. “O encontro com Deus me trouxe a paz que eu havia perdido” conta.

Um ano depois, inspirado em uma minissérie sobre a vida do Papa João Paulo II, decidiu dedicar-se ao sacerdócio. Fez duas faculdades, Filosofia pela Universidade Nossa Senhora Assunção e Teologia pela Faculdade Salesiana de Lorena.

Ordenado desde 01de dezembro de 1994, padre Marcelo Rossi começou a pregar a palavra de Deus com tanto entusiasmo que, aos poucos conquistou os fiéis, que assistiam suas missas na Paróquia Perpétuo Socorro e Santa Rosalia em Santo Amaro, São Paulo.

O espaço ficou pequeno para tanta fé e as celebrações passaram a ser realizadas no espaço de nome “Gonzagão”, e posteriormente, no Santuário Terço Bizantino, primeiro na Avenida Engenheiro Euzébio Stevaux e atualmente na Avenida das Nações Unidas.

Toda essa mudança aconteceu muito rápido e desde então o padre Marcelo é um dos expoentes do Movimento Católico no Brasil. Tem programa diário na Rádio Globo (de segunda a sábado das 9 às 10h – líder de audiência nacional com recordes históricos no seu horário, com uma média de 2.160.000 fiéis/minuto) programas diários (Terço Bizantino e Momento Fé) e missa semanal, na Rede Vida de Televisão (canal Católico), além de missa semanal na TV Globo, que é veiculada para todo Brasil e mais 45 países.

Recomendado para você

1 comentário

  • Isac disse:

    NÃO APRECIO SEUS COMPORTAMENTOS, PE ROSSI!
    As santas missas desse padre com aquela gritaria, mais se parece igrejas protestantes pentecostalistas, EM CERTOS MOMENTOS IGUAIS A HISTERIA GERAL!
    Sendo a S Missa o Sacrificio incruento de Cristo na cruz, bater palmas, liturgias com sonzãos, além outras dissipações, não passam de, à morte de Jesus, estarem lá aplaudindo seu sacrifício, mais se parecendo com a turbas que gritavam “Morra Ele”.
    Aplausos são sinais de aprovação do que se realiza e silencio é meditação desse misterio. O saudoso papa Bento XVI comentou o Domenica Coena de autoria de S J Paulo II confirmando seu parecer contrario à adoção de emotividades exteriores nas S Missas, de que também discordava dessas manifestações, ações de seitas pentecostalistas e certos RCCs “auês”, totalmente para ambos uns procedimentos anti litúrgicos, transformando-se em shows PROFANOS, ou fazendo da Casa de Deus local destinado apenas a festejos mundanos ou a salões paroquiais, onde costumam até fazerem de discotecas.
    mas, se eu demorar, saiba como as pessoas devem comportar-se na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e fundamento da verdade. 1 Tm 3,15.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 5 =