Ancoradouro

“Nesta Arquidiocese não existe Pastoral da diversidade sexual, nem ideologia de gênero”, exorta arcebispo de BH

1384 3

Em um áudio, o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo esclarece que não existe naquela Igreja Local pastoral da diversidade sexual. “Quero compartilhar que na Arquidiocese de Belo Horizonte não existe, com aprovação do arcebispo e de toda a Igreja, pastoral da diversidade sexual”, exorta a excelência.

Cartaz falava de um retiro para as pastorais da diversidade sexual. Arcebispo nega a existência desse grupo com aprovação eclesiástica.

Dom Walmor informa que nesta quinta-feira, dia 28, na reunião do Conselho Presbiteral arquidiocesano com representação de todo o clero daquela porção da Igreja teve a oportunidade de dizer que não aprovava o uso da nomenclatura pastoral da diversidade sexual. Reforçou para ficar bem claro: “aqui não existe pastoral da diversidade sexual”. 

O que existe, de acordo com o arcebispo,  são centros de acolhida e escuta familiar para o trabalho de preparação para o matrimônio, para o batismo e para a crisma. “Portanto não existe pastoral da diversidade sexual, menos ainda qualquer coisa que tenha sombra de ideologia de gênero. Estamos aqui para a fidelidade à Igreja, sem discriminação, mas jamais abrindo caminho ou possibilidade para qualquer tipo de ideologia, especialmente, de gênero”.

 

O arcebispo se pronunciou depois de ter se espalhado cartaz dando conta de um retiro para as pastorais da diversidade sexual de Belo Horizonte que seria realizado próximo dia 9 de dezembro. O tema do retiro seria “ninguém solta a mão de ninguém’ e terminaria com a celebração de uma Missa.

Ouça o áudio de Dom Valmor 

Recomendado para você

3 Comentários

  • Dalmir Anicio Drummond disse:

    Isto é um absurdo. É uma afronta a tradicional familia mineira e brasileira. Uma falta de respeito às nossas tradições, nossos princípios e nossa moral.

  • Se Jesus voltasse hoje, ele teria muitos templos para destruir, muitas mesas seriam viradas.#não façam da casa de meu pai,uma casa de comércio.”

  • Rogério Senna Figueiredo disse:

    Boa tarde,

    Fazemos parte de um grupo comunitário que abrange as cidades de Piedade do Rio Grande, Santana do Garambéu, Santa Rita de Ibitipoca, Ibertioga, Madre Deus de Minas e Andrelândia.
    A cidade de Piedade vem sofrendo com um Padre com imposição esquerdista que não respeita os párocos e impõe seu pensamento político abandonando as necessidades espirituais da comunidade. Gostaríamos de providencia com transferência do mesmo, já que não cumpre seu papel e sim causa divisão social na cidade. Lembrando que o mesmo se mantem ha 30 anos na mesma paroquia. Queremos pensar não se tratar de um descaso da Arquidiocese em encostar numa comunidade carente por nenhuma outra Paróquia o aceitar.
    Será feita uma matéria televisiva em fevereiro mostrando as ações do mesmo
    na comunidade subjugando os fieis que cada dia mais se debandam para os Evangélicos por este descaso da Diocese.
    Acho que nem preciso falar que este e-mail é documento e se vazar o conteúdo me identificando a este padre com métodos ortodoxos, mesmo porque o mesmo tem o hábito de perseguir paroquianos contrários a sua ideologia política. Fiz questão de mandar de meu e-mail mesmo para deixar claro a gravidade da situação.
    Quando será tomada providencia? Não aguentamos mais tanto destempero.
    Anexo fotos comprovando as atitudes do tal padre vermelho indesejável doutrinador comunista em missas temáticas com bandeira de MST e demais apetrechos como frases de apoio a Lula e demais corruptos, como também atacando o judiciário .
    Temos muito material, como vídeos e que serão usados na reportagem.
    Este e-mail faz parte do histórico da reportagem. Exigência da Emissora. Estamos enviando a varias Arquidiocese justamente para chamar a atenção a esta situação.
    Atenciosamente,
    Rogério Senna Figueiredo

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =