Ancoradouro

Cresce pedido de canonização para mártires da floresta Amazônica

Na homilia de abertura do Sínodo da Amazônia o Santo Padre revelou um pedido do Cardeal Hummes, relator-geral do encontros dos Bispos. “Permitam-me dizer. Nosso querido Cardeal Hummes, quando chega naquelas pequenas cidades da Amazônia vai aos cemitérios procurar o túmulo dos missionários …Um gesto da Igreja por aqueles que derramaram a sua vida na Amazônia”. Papa Francisco conta que, com um pouco de ‘esperteza’, o cardeal disse-lhe, “não se esqueça deles, merecem ser canonizados.

Pedido de canonização foi feito no Sínodo da Amazônia.

Cinco dias depois, durante o Sínodo, o bispo de Rio Branco – AC, dom Joaquím Fernandéz, pede a canonização de todos aqueles que morreram defendendo a Amazônia e os mais vulneráveis. A informação foi dada com exclusividade pela vaticanista Mirticeli Medeiros, publicada no site Dom Total, nesta sexta-feira, dia 11.

Padre Ezequiel poderá ser elevado às honras dos altares.

Caso o pedido seja aceito pelo Santo Padre, religiosos ativistas pelas causas da floresta e seus povos,  como Irmã Dorothy Stang, assassinada em 2005, e o  padre colombiano Ezequiel Ramín receberiam as honra dos altares. Dom Fernadéz contou à jornalista que a resistência acontece “por eles não serem considerados mártires da fé”.

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *