Ancoradouro

Ravy quer ser policial; Rebeca, neurocirurgiã. Crianças da Periferia revelam seus sonhos

Marcos Ravy tem sete anos, estuda pela manhã e no período da tarde seu endereço certo é a Casa Ronaldo Pereira, localizada no bairro Papicu, em Fortaleza. No local, o menino tem reforço escolar, momentos de esporte e lazer, aulas de artes, idiomas entre outras atividades. Tudo fornecido gratuitamente.

Ravy e Rebeca são duas das 150 crianças atendidas pela Casa Ronaldo Pereira, iniciativa da Comunidade Católica Shalom.

É o mesmo espaço frequentado por  Ana  Rebeca  há sete anos. “Eu entrei na Casa Ronaldo Pereira com quatro anos de idade. Meus pai faleceu quando eu tinha vinte dias de nascida e minha mãe precisava trabalhar o dia todo. Aqui na casa ela conseguiu uma vaga para mim”, conta a adolescente que também teve o irmão mais velho atendido pelo projeto.

Casa Ronaldo Pereira é uma iniciativa da Comunidade Católica  Shalom e surgiu através do Projeto José do Egito, que tem como objetivo promover ações de caráter preventivo e espiritual junto às  crianças e familiares em situação de risco. O espaço está localizado em uma área de vulnerabilidade social, onde é comum o recrutamento de crianças e adolescentes para o tráfico de drogas.

“Eu quero ser neurocirurgiã e missionária da Comunidade [Shalom]. Quero fazer minha faculdade nos Estados Unidos, de preferência em Washington, lá tem as melhores”, revela Rebeca o seu sonho neste Dia das Crianças.

A casa mantida por doações, neste Dia das Crianças vem renovar seu apelo para que novos colaboradores possam apoiar o projeto. “O Papa Francisco tem nos falado com insistência de irmos às periferias da sociedade e o Shalom tem buscado cumprir essa direção. Junto aos Benfeitores temos conseguido fazer a diferença na vida de centenas de crianças, por isso, fazemos o convite para que novos investidores somem conosco neste desafio para que possam ajudar a realizar o  sonho do Ravy, da Ana Rebeca e de outras 148 crianças atendidas pela Casa Ronaldo Pereira”, destaca Tobias Cortez, responsável pela área de desenvolvimento e sustentabilidade da Comunidade Shalom em Fortaleza.

Fila para novas vagas

A Casa Ronaldo Pereira pretende ampliar o atendimento para 200 vagas, já existem 40 crianças na fila de espera. “É fundamental a doação das pessoas de boa vontade pois temos muito ainda a fazer. Queremos dar mais esperança e proporcionar uma vida mais digna a estas crianças que passam por tanta privação”, sinaliza Tobias.

Crianças recebem reforço escolar, aulas de artes, idiomas, recreação, alimentação, entre outros benefícios, na Casa Ronaldo Pereira.

Ana Rebeca faz um apelo às pessoas que podem investir recursos na Casa Ronaldo Pereira: “A doação delas é o que pode ajudar  a transformar o meu futuro e o de várias outras crianças. Assim como a Casa Ronaldo Pereira ajudou a mudar a minha família, a mim e ao meu modo de pensar, com novas doações poderá ajudar muito mais crianças”, finaliza.

As doações podem ser feitas da seguinte forma:

PIX:

Chave : benfeitordapaz@comshalom.org

Depósito bancário:

Banco do Brasil: Ag 1369-2 | CC 8902-8
Caixa: Ag 578 | OP 003 | CC 1524-3
Santander: Ag 3132 | CC 13007043-1

Site:

HOME – Benfeitor da Paz

Mais informações sobre como apadrinhar uma criança:

(85)  3077-8300 (Número Whatsapp)

 

 

Recomendado para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *