Assim Caminha a Humanidade

Ep. #27: Psicologia dos jogos

Em 2018, a indústria de jogos eletrônicos atingiu o seu mais alto patamar na história, faturando 134 bilhões de dólares globalmente. Esse setor é o maior do entretenimento mundial, enquanto o cinema vem em 3o lugar, e o conteúdo sob demanda — categoria da qual a Netflix faz parte — fica em uma modesta 6a posição. Por isso, quando o CEO da Netflix falou abertamente que os seus maiores concorrentes não eram a HBO ou a Disney, mas o Fortnite, ele estava falando sério. [Desligando o modo Globo News].

Então, que funções os games estariam cumprindo em termos psicológicos e sociais, que os tornam tão atraentes? A designer de jogos Jane McGonigal tem uma visão a respeito disso: “Na sociedade atual, os jogos de computador e videogames estão satisfazendo as genuínas necessidades humanas que o mundo real tem falhado em atender. Eles oferecem recompensas que a realidade não consegue dar. Eles nos ensinam, incentivam, inspiram e nos envolvem de uma maneira que a sociedade não está conseguindo fazer. Enfim, eles estão nos unindo de uma maneira que a sociedade não está”.

Ouça em outras plataformas:

DEEZER

APPLE PODCASTS

GOOGLE PODCASTS

***

Instagram: @assim_caminha

***

Apresentação: Pati Rabelo e Heráclito Pinheiro

Roteiro: Pati Rabelo

Consultoria: Heráclito Pinheiro

Áudio e Edição: Mariana Vieira

Arte da Vitrine: Pati Rabelo

Curadoria de Instagram e Blog: Pati Rabelo

Comercial: Heráclito Pinheiro

Coordenação de Produção: Chico Marinho

Estratégia Digital: João Victor Dummar

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.