Blog do Vozão

Antes tarde do que nunca

1322 17

João Marcos, Michel e Heleno, o "Trio de Ferro"

Foram 21 partidas (7 no Estadual, 9 na Copa do Brasil e 5 na Série A) até Vagner Mancini se render ao “Trio de Ferro”, formado por Michel, Heleno e João Marcos, e quando decidiu por utilizá-lo pela primeira vez, diante do São Paulo, acabou sendo impedido devido à contusão de Michel.

Após a recuperação de Michel, o tão esperado retorno do “Trio de Ferro” pôde ser concretizado na partida seguinte, contra o Palmeiras e logo veio a primeira vitória na competição, jogando em casa (2×0), mas o cartão tomado por João Marcos impossibilitou Mancini de repetir a dose na partida seguinte contra o Coritiba e o time voltou a perder na competição (3×1).

Depois daí, só deu o “Trio de Ferro”. Atuando com eles em campo, o Vozão não sabe o que é derrota e nem o que é tomar gols jogando no PV. Foram 5 partidas, com 3 vitória e dois empates, 11 gols marcados e apenas 2 sofridos.

O retrospecto da equipe atuando com eles, não deixa dúvidas de que o crescimento na competição se deve muito a utilização desta formação. Com a presença deles foi visível o crescimento do futebol dos laterais Boiadeiro e Vicente, além de ter dado uma maior segurança aos zagueiros Fabrício e Diego Sacoman, que voltaram a atuar bem.

Não serei louco em achar que por conta disso não iremos mais perder na competição, muito pelo contrário, derrotas virão sim, mas que elas custarão caro, não tenho duvidas disso, e o melhor disso tudo é saber que, com a recente renovação de contrato de Heleno, poderemos ter a certeza de que, pelo menos por mais um ano, teremos a presença do “Trio de Ferro” atuando pelo Vozão.

Pois é torcedor, como bem diz o ditado popular, ANTES TARDE DO QUE NUNCA.

Veja abaixo os jogos em que o “Trio de Ferro” esteve em campo nesta Série A:

Ceará 2×0 Palmeiras – 26/06/2011 – 6ª rodada

Ceará 3×0 Atlético-MG – 06/07/2011 – 8ª rodada

Figueirense 1×1 Ceará – 10/07/2011 – 9ª rodada

Ceará 4×0 América-MG – 17/07/2011 – 10ª rodada

Flamengo 1×1 Ceará – 23/07/2011 – 11ª rodada

Recomendado para você

17 Comentários

  • Bosco disse:

    Bom dia Weiber;

    É ótimo que você toque nesse ponto de equilíbrio do Vozão e de muitos times vencedores, o meio campo.

    Acho que você persebeu nos blogs que já há alguns torcedores alvinegros pedidndo substituições sem sentido: Entrada de Edmilson e de Roger sem nenhuma expicação plausivel ou motivo que justifique.

    Querem “Experiências” para matar a curiosidade pessoal deles, logo contra o perigoso Atlético Pr. que após tirar cinco velhos titulares começou a ganhar. Venceram o Botafogo com esse time que chegou a Fortaleza.

    Precisamos repetir a escalação para dá ritimo ao time, pois vem aí o Flu no Engenhão e está bem perto do SP pela Sul Americana.

    Devemos lembrar que o São Paulo ganhou tres títulos brasileiros seguidos jogando com tres volantes.

    Se o Ceará tira um dos volantes e bota mais um meia de ligação, terá obrigatoriamente de prender os dois pontas ofensivos, Boiadeiro e Vicente, transformando-os em laterais marcadores. Um disperdício, além de sobrecarregar o miolo da zaga deixando os zagueiros em desvantagem.

    Considerando o fato de que a maioria dos gols tem surgido de bolas metidas pelo TH para esses dois pontas (Boiadeiro e Vicente) fazerem o último passe para o finalizador e outros gols saidos do próprio pé do Tiago Humberto, passe ou chutes de longa distânica, prender esses ponteiros na defesa para colocar mais um meia seria uma tática suicida.

    Seria um verdadeiro disperdício de talento no ataque, o time ficaria menos ofensivo, marcando muito atrás e muito vulneravel na defesa. Não há zagueiro que resista a pressão adiversária.

    O que o torcedor e os alguns comentaristas precisam saber é que acabou o tempo do volante brucutú, o volante de hoje, precisa saber sair jogando, Michel, J. Marcos, Heleno, Eusébio e Húdney sabem sair jogando como poucos.

    As seleções da Espanha e da Alemanha deram show de eficiência técnica aliada a um bonito futebol na última copa do mundo porque tinham tres volantes habilidosos que apareciam na frente com a mesma desenvoltura de um atacante.

    Torcedores e comentaristas, por favor, esqueçam essa história de dois volantes e dois meias, isso é coisa do passado.

    Contra times grandes e times pequenos, tres volantes é o futebol moderno, eficiente e ofensivo.

    A não ser que fosse um jogo contra uma seleção de acadêmicos de uma universidade qualquer sem nenhuma vocação para jogar futebol.

    Saudações mais queridas.

  • Daniel Viana disse:

    O problema não é o treinador, é o elenco que não sabe jogar de outra forma, tanto que, competente que é o Mancini, tá conseguindo, não só de adaptar, mas dá um padr]ao ofensivo ao time mesmo com o trio de ferro. observe que o João marcos com a bola vira meia direita indo bem ao ataque. isso é competencia do treinador, que tá tirando do nosso Trio de Ferro mais do que apenas marcação, e sim todas as qualidades deles. PARABÉNS MANCINI.

  • Bosco disse:

    Weiber o nosso número de gols marcado supera muito o do ano passado:

    No tempo do PC Gusmão começamos com uma defesa menos vazada, pois o foco do time era só o Br. Mas por outro lado, tinhamos o pior ataque. Um desequilíbrio perigoso.

    Pesquisadores do futebol afirmavam que nenhum time sobreviveria na série A, com o números de gols que o nosso ataque fêz na hera PC Gusmão.

    E percebemos isso logo após a copa, aproximamos perigosamente da zona sem contudo entrar nela em nenhum momento.

    Acho que foi por não saber como fazer os gols, sem correr o risco de lava-los é que o PC pulou fora do barco durante a copa.

    Esse ano, levamos gols, por causa dos primeiros jogos em que tinhamos o foco somente na Copa do Br.

    No entanto a nossa média de gols prós, não sei com certeza meu caro Weiber, mas é infinitamente superior a do ano passado.

    A nossa defesa só mudou o zagueiro, saiu o Anderson e entrou o Herivelton que jogou sem o trio de ferro e agora o Diego Sacomã apoiado pelo trio.

    Os laterais mudaram para melhor, Saiu o Diogo e o tal Lateral que veio do Rio e está hoje no Goiás para a entrada do Boiadeiro defenestrado pelo PC. Na esquerda saiu o Errnani e chegou o Vicente. No meio de campo saiu o Geraldo e entrou o Tiago Humberto. No ataque saiu o W. Amorim e Preto e chegou o Washington e o Osvaldo.

    Um plantel muito superior ao do ano passado, e um técnico de ponta, acostumado a títulos e a clubes grandes. Mas enfrentando times bem superiores, aos times do ano passdo. Que com raríssimas exceções estão se reforçando muito com jogadores caros.

    Os do Rio de Janeiro estão bem melhores, Os de São Paulo também, os do RGS ídem, os que subiram, Bahia, Curitiba e Atlético Go, se reforçaram bem.

    Um campeonato com um publico bem maior que ano passado para os clubes que possuem um estádio de médio e grande poste para jogar. Não é o nosso caso.

    Infelizmente, se queremos arrecadar no PV tem que ter um ingresso um pouco mais salgado. Isso, é dificil de fazer o torcedor entender, principalmente aquele que nada tem a oferecer e muito a cobrar.

    Saudações alvinegras.

  • Freddy Mesquita disse:

    è isso aí, agora só falta tirara o thiago humberto do meio de campo, e colocar o felipe azevedo, parece que jogaram foi baygon no cara, pense numa barata tonta

  • Milton disse:

    Sem dúvida o “Trio de Ferro” é o coração do Ceará!!!!
    Michel = Garra e disciplina dentro de campo.
    João Marcos = Dedicação nos desarmes dos adversários.
    Heleno = Gigante na cobertura dos zagueiros.

  • Carneiro disse:

    Concordo com os comentários do Bosco e do Daniel, são os mesmos jogadores do trio de ferro, mas com uma postura totalmente diferente da época do PC e do Dimas, hoje até o Heleno se aventura de vez em quando ao ataque e o João Marcos e o Michel auxiliam o Thiago Humberto, pois ele sozinho e sendo lento não daria conta do recado, principalmente em jogos dentro de casa, onde os nossos alas jogam lá na frente. O grande problema nosso ainda é a saudade que o torcedor tem do Geraldo e não vejo sentido nisso (e olhe que sou fã do G10), mas há uma enorme diferença, o TH terá várias virtudes que o G10 hoje não possui mais, as duas únicas vantagens do G10 sobre o TH é que ele tinha preparo físico e sabia marcar um pouco, mas em outros aspectos o TH é muito superior ao G10, chutes de fora da área (TH é melhor), cobranças de faltas (TH é melhor), cobranças de escanteios (TH é melhor), lançamentos longos (TH é melhor) , passes certos (TH é melhor). Na realidade o Thiago Humberto é um verdadeiro meia-esquerda com um precário preparo físico, enquanto agora no final de carreira, o Geraldo (de quem era fã pela entrega dentro de campo pelo Vozão) era mais uma espécie de quarto volante do que propriamente um meia-esquerda. Agora, se o Thiago Humberto não cuidar da parte física perde a vaga para o Enrico ou Felipe Azevedo, isto é fato!!!

  • paulo disse:

    Até q enfim reconheceram a importância e a segurança q o trio de ferro dá ao setor de meio campo PARABÉNS MANCINI

  • W.Sousa disse:

    Vale ressaltar, também, o retorno do Boiadeiro diante do palmeiras.

    Depois da volta do B2, a equipe parece ter encontrado a vitamina (B2) que faltava ao time, pois os dois laterais que haviam jogado, um não apoiava (Murilo) e o outro ( Diego Macedo) ia pra frente e não voltava com eficiência, deixando um buraco na direita.

    O Boiadeiro deu o equilibriu que estava faltando. Apesar das irregularidades que ainda o acompanha, suas características de ir e vir são fundamentais para as boas atuações que a equipe, com três volantes, vem tendo.

  • Bosco disse:

    Amigo Weiber;

    Sei que o futebol é cheio de emotividade, paixão, ingratidão e aminésia!

    Sei também que tem gente de todo jeito no mundo do futebol, do torcedor educado como o Fabricio Azevedo, o Amaury, o tricolor, e os muitos torcedores do mais querido que postam aqui todo dia. Tem também o bossal como esse que aqui vem aqui todos os dias, e que tem o nome de Bosco. Eu mesmo Weiber!

    Mas mesmo com minha bossalidade assumida, acho um exagero de certas pessoas se referirem jocosamente ao ídolo e ótimo jogador Tiago Humberto, tão útil, que já fêz tanto pelo clube em termos de gols e de assistências aos laterais, possibilitando os cruzamentos na cabeça do Washington, sem contar que ele tem feito gols decisivos de longa distância, chutes na trave, e fêz a metade do gol que o Nicássio tocou pra dentro.
    No jogo contra o America MG ele foi decisivo, fêz um bom jogo.

    Gente, é preciso ter paciência e respeito com quem joga mau, afinal, se ele jogou mau é porque mereceu em algum momento a vaga de titular. Podemos pedir a saida dele sem contudo humilhar o profissional que defende as nossas cores.

    Não entendo o torcedor do mais querido, querem que coloquem o Edmilsom quando a nossa zaga vem voando em campo.

    Querem que coloquem o Roger quando o nosso ataque não é problema nenhum, pelo contrário, está sendo a solução.

    Querem que tirem o Heleno contra o Atlético Pr, para colocar outro meia atacante, quando o trio de ferro é o ponto alto do time, o ponto do doce como chamam os analista.

    Para conseguirmos um bom patrocinador master, é preciso ter uma torcida unida em torno da diretoria e dos idolos e que estejam bem ou mau.

    Estamos a quatro jogos invictos, vencendo bem, e ainda tem pressão?
    Imaginem quando acontecer um resultado negativo?
    Criaremos uma crise artificial?

    Aí aparece o Cristiano Ronaldo aqui com mil nomes diferentes para mentir, atacar e fomentar uma crise, como sempr.

    Precisamos repetir a última formação para obter um bom conjunto, pois vem aí o Flu e a Copa Sul Americana.

    É por isso que as vezes penso que esses que se referem aos nossos heróis com incontida inveja desdenhando, ou julgando-os com excessivo rigor, não são torcedores do mais querido.

    Avaliem todos vocês se o Tiago Humberto não vinhesse fazendo gols ou dando assistências? Como seria tratado? A pedradas?

    Vejam como o “Arthur Mulher Berg” trata os jogadores do timeco dele, e como ele trata os dos outros times, até o SFC ele chama de timeco, no entanto chama o Wiliams que não acerta se quer um passe de tres metros de craque.

    Vamos pensar um pouco mais numa forma mais humana, mais alvinegra de criticar e de pedir mudança de algum jogador do time

    Desculpe-me se fui grosseiro, não foi a minha intensão.
    Saudações mais queridas a todos.

  • Davi disse:

    Concordo com o Daniel Viana em dar méritos ao Mancini pela capacidade de desenvolver as opções de jogo do elenco. Vale lembrar que, mesmo tendo um elenco bem melhor, isso também tem mérito do treinador ao saber indicar ou então conscientizar “quem assina” do que realmente é necessário.

  • daniel disse:

    agora sim o time se acertou parabens a esse trio de ferro amanha no pv mais uma vitoria do vozao pra cima dele vozaoooooooooooooo time do meu coração!!!!!!!!!!!

  • Átila disse:

    Pelo menos mais 01 ano no Vozão. Mas como estão jogando bem, e assim chamando atenção de outros clubes me diga uma oisa ai Weiber ou outros amigos alvinegros.
    Com as renovações dos contratos dos três:
    Se aumentou o “cacau”, e para quanto foram os valores (se foram), das multas rescisórias dos três caso algum clube queira levar algum deles?
    Hoje não vou dizer:
    Saudações Alvinegras! direi:
    ASSUNGA VOZÃO! (É mais cearensês!).
    Valeu a todos!

    Átila, já pensando nessa possibilidade, com certeza a diretoria deve ter visto a questão o valor da multa rescisória.
    SA!
    Weiber Castro

  • Átila disse:

    Tai o “c” que faltou em “coisa” do comentário que fiz..Kkkkkkkkkkkkkkk…
    Saudações Alvinegras!

  • Deval Paixão Alvinegra disse:

    Concordo um pouco com o Bosco. Mas, jogadores com táticas renovadas, fazem um jogo parecido com o do Coritiba na final da Copa Brasil. Se o Vasco ganhou, não foi por mérito, e sim, por pura sorte de destino do título. – Concordo com o trio de ferro, para uma equipe como o Ceará, é salutar essa formação desses três jogadores, pois, só assim, o alvinegro consegue equilibrar às ações com equipes grandes do futebol brasileiro. E, no mais, um time com dois meias avançados e habilidosos, pode perder, porém haverar sempre esperança de vitórias. Nunca esquecendo, dos técnicos cabiciosos, cheios de tramas, que algumas vezes conseguem mudareem a história. Não posso citar o Jogo Corinthians x Cruzeiro, porque no meu vê, o Joel Santana, não o responsável pela vitória, qualifico de muita sorte do time mineiro.

  • Átila disse:

    Obrigado a atenção Weiber.
    Com certeza nosso presidente não da ponto sem nó! O cabra é F… com PH, e ainda tem o Robinson!
    Saudações Alvinegras!

  • G disse:

    Caro Weiber concordo com o trio de ferro e digo que o tecnico Mancini, que já critiquei muito, conseguiu melhorar a atuaçao deste trio, fazendo proteçao e tambem atacando , possibilitando melhor atuação dos alas. O ataque do vozao ano passado era Magno Alves e Washington. O Preto estava na segunda divisao , jogando no Ipatinga. A força do vozao é sua torcida. A nossa grande massa tem um pequeno poder aquisitivo e acho que o preço do ingresso está de bom tamanho. Nada de mudanças , nem no time e nem no valor do ingresso. Nao se muda em time que está ganhando. Saudaçoes a todos alvinegros.Maia.

  • BOCA disse:

    Acho esse trio de ferro totalmente superado. Sacaria o Heleno e colocaria Rudnei ou Edmilson para dar mais qualidade no passe. Ou até mesmo outro meia, mas aí me chamariam de louco.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *