C4 Notícias

CPI pede o afastamento do secretário de finanças, do tesoureiro e do prefeito de Canindé.

A documentação foi apresentada em um carrinho decompras

Documentação Analisada pela CPI

Um relatório final da investigação que apura possíveis irregularidades na aplicação de recursos da iluminação Pública, foi apresentado nesta sexta-feira (15), na Câmara Municipal de Canindé.

De acordo com relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), vereador Júlio Cesar “o Alemão”, o relatório aponta um desvio de mais de 3,4 milhões do dinheiro da taxa de iluminação pública.

A Comissão pede o afastamento do prefeito Celso Crisóstomo, do secretário de Finanças, Vicente Gomes e do tesoureiro, Antônio Sousa Daniel, por 180 dias, para que os mesmo não atrapalhem as investigações. Cópia de toda documentação composta por mais de 3 mil laudas serão enviadas ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), ao Ministério Público Estadual (MPCE), ao juiz da 1° e 2° vara da comarca de Canindé e a Procuradoria dos Crimes contra a Administração Pública (PROCAP).

Nas próximas sessões os vereadores deverão apreciar o pedido de afastamento dos gestores.

Fonte: Canindé Online

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *