Cinema às 8

Editorial: Portas abertas

A cada geração, parece que fica mais difícil de estabelecer um compromisso com os outros. Se de um lado somos bombardeados pela tecnologia, que nos conecta simultaneamente a milhares de conhecidos, do outro o avanço da sociedade vem nos deixando cada vez mais egoístas. Assim sendo, estamos cada vez mais impelidos a negar um convite atraente para, digamos, um cinema, por estarmos à espera de algo mais divertido. Somos, afinal, muito ocupados consigo mesmos.

O ‘Cinema às 8’ nada na contramão. A ideia é fixar um compromisso diário, é dar a garantia de um amparo cinéfilo a diferentes públicos. Nossa proposta é simples. Um texto novo sobre cinema, de segunda a sexta-feira, sempre às 8 horas da noite (ou 20 horas, pra quem preferir). Seja nosso (André, Hamlet, Rubens), seja de um colaborador mais ocasional.

Dentro desse compromisso diário, eu já adianto algumas diretrizes que vamos priorizar. Nada de traduzir notícias internacionais sobre cultura pop, nosso foco é opinião e conteúdo local.

São três perfis principais de textos. 1- Crítica audiovisual. Ou seja, a opinião de um de nós sobre um filme ou uma série nacional ou internacional. A gente até dá uma nota de 1 a 8 para quem estiver com preguiça de ler tudo. 2- Conteúdo específico sobre streaming. Esse vai ser misto de notícias com críticas (breves ou longas) sobre os principais serviços de streaming do momento. Hoje, eu diria que são Netflix, HBO Go e Amazon, mas quem sabe amanhã surge uma nova maravilha? 3- Noticiário local cearense e/ou nordestino. Seja sessão única de filme, seja crítica, seja indicação de obra para ser vista online, cineclube com debate bacana, premiação ou participação em festivais ou mesmo um artigo sobre algo de nossa terra, tá valendo.

Vez por outra, nossos textos podem aparecer ali no Portal O POVO Online ou no Vida&Arte, o caderno de cultura do jornal O POVO. A ideia é gerar conteúdo e, acima disso, motivar conteúdo. Claro que tudo pode mudar. A gente pode encontrar outros caminhos. Mas a porta (do ‘Cinema às 8’) está sempre aberta.

André Bloc, Hamlet Oliveira e Rubens Rodrigues,
Equipe do ‘Cinema às 8’

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + dezesseis =