Clube da Luta

Fala, Mestre: Fernando Moura comenta o UFC 132

939 5

Wanderlei foi nocauteado aos 27 segundos de luta

Grandes emoções na edição 132 do Ultimate Fighting Championship (UFC), na noite de ontem, em Las Vegas. O evento entrou para a história como o dia do ressurgimento de um grande lutador, que precisava de uma vitória para continuar no torneio, o veterano norte-americano Tito Ortiz. Grande volta também de Rafael dos Anjos, que conseguiu um surpreendente nocaute no início de combate.

Mas não foi o dia do retorno tão esperado do curitibano Wanderlei Silva. Em apenas 27 segundos, o “cachorro louco” foi nocauteado por Chris Leben. Veja aqui o vídeo. Já Dominick Cruz precisou dos cinco rounds e de valiosos pontos para manter seu cinturão contra Urjiah Faber, numa disputa extremamente equilibrada. Para comentar o UFC 132, o blog Club da Luta convidou Fernando Moura, professor de Sanda/Boxe Chinês, técnico de MMA e instrutor de Jiu Jitsu.

Fernando, como muitos brasileiros, assistiu o UFC 132 contando os meses, semanas, dias e horas para a edição do evento no Rio de Janeiro, em agosto. Mas enquanto esse dia não chega, vamos aos comentários dos combates de ontem. Para ele, o evento, como sempre, foi espetacular. “Essa edição teve vários nocautes, difícil até de escolher o melhor. Participação de dois brasileiros, um no card principal – o Wanderlei Silva – e o outro no card preliminar –  Rafael dos Anjos -, com resultados totalmente opostos. Rafael nocauteou rapidamente e, infelizmente, Wanderlei foi nocauteado em instantes. Tito Ortiz fez as passes com a vitória, além de uma grande luta principal”.

A melhor luta da noite foi mesmo a principal. “Uma disputa de cinturão com cinco rounds, todos como se fossem o primeiro”, destaca Fernando. Ele aponta ainda o exemplar preparo físico de Cruz e Faber, que protagonizaram intensa trocação de golpes. “Isso em estilos completamente diferentes de luta. Golpes longos, com movimentação incansável e boas quedas. O outro, com mais punch, e muita experiência. Digna de disputa de cinturão e luta principal”.

Fernando aponta ainda que Cruz esteve sempre um pouco melhor em todos os rounds e que a luta poderia ser definida até o último instante para ambos os lados. “Parabéns ao Domique Cruz. Uma grande revanche, a única derrota na carreira dele tinha sido para o Faber”. O professor lembra que Faber, muito querido nos EUA, após algumas derrotas na categoria acima (66 kg) – uma delas para José Aldo, na qual perdeu o cinturão –  resolveu descer de peso para tomar o cinturão do Cruz. “Mas Cruz, com um jogo mais contundente de muita movimentação, com 1,73m, lutando na categoria de até 62 kg, fez o que devia, usou golpes longos, evitando a luta corpo a corpo, assegurou a vitória e o cinturão”.

Sobre o brasileiro Wanderlei Silva, Fernando só lamenta. “Não deu nem para avaliar nada (um nocaute instantâneo desses!). Não deu para ver, na verdade, como estavam preparados os atletas”. Mesmo assim, o professor ressalta que Wanderlei não precisa provar mais nada a ninguém. “Ele é uma lenda do MMA. Seu próprio adversário da noite se apaixonou pelo esporte vendo-o lutar, lado a lado, com o Minotauro (o maior nome do MMA no Brasil)”.

Quanto o assunto é a aposentadoria do brasileiro, Fernando acredita ser uma atitude difícil, principalmente para quem tem um espírito como o de Wanderlei, competitivo e superador. “Porém avalio – e certamente alguns podem discordar –  que, no auge de sua carreira, ele era uma máquina de bater. Trocou a qualidade técnica pela explosão e velocidade, coragem, espírito competitivo. Mas, com o passar do tempo, essa explosão diminui, e aí, o que fazer se a sua arma principal está desgastada? Ele foi o melhor e é muito querido, mas quem sou eu para dizer que ele deveria parar…”.

SERVIÇO:

O professor Fernando Moura dá aula na Academia New Planet. Mais informações pelo telefone 3271-0171.
Seu twitter é @fernandomourav8.

Recomendado para você

5 Comentários

  • thiago frota (dp) disse:

    Cara esse nocaute foi complicado de digerir!!

    realmente o Wand foi muito afoito, lembrando ate sua luta com Rampage, aquele clinch foi totalmente desnecessário!! e ele poderia ter usado a mesma estratégia que fez contra Bisping!

  • Lucinthya Gomes disse:

    Wanderlei Silva é uma lenda mesmo. Fez aniversário no domingo e foi uma pena ter perdido daquela forma, com Dana White anunciando que esta poderia ser sua aposentadoria. Wanderlei chegou a dizer que o sábado foi o pior dia de sua vida. Mas ele construiu uma trajetória espetacular no MMA. O próprio Leben teceu vários elogios a ele depois da luta:
    “Eu nunca senti tanto medo de uma luta como contra o Wanderlei Silva. Esse cara é uma lenda. O que ele fez pelo esporte é absolutamente incrível”.
    E disse mais: “Wanderlei Silva é meu lutador favorito, e sempre será. Para falar a verdade, eu nunca visualizava a luta dessa maneira, mas sim uma guerra de três rounds”.

  • thiago frota (dp) disse:

    não imaginava sua derrota assim tão rapida,
    vi lutadores que estão na corda bamba como Tito Ortiz voltar com uma bela finalização no Bader com uma justa guilhotina
    torcendo para que volte mais forte e menos afoito.

  • Carolina disse:

    O cara nao sabe nada de MMA, faixa-roxa de jiu-jitsu, isso é um mico para um jornal de expressão. O cara é professor de Sanshou, ou Kung-Fu, não tem comparação com MMA, é uma vergonha para um jornal que tenta ser de expressão, botar uma opinião de quem não conhece o que é MMA. Se for para expressar alguém que saiba de MMA, seria mais fácil procurar alguém que esteja dentro do MMA. Vcs leigos*, tem que saber que sanshou, kung-fu, kick-boxing não é MMA. Chame o Mestre Evilazio ou outra pessoa mais preparada, comentario horrivel. ma pena um jornal partir para uma conclusão destas.

    • Yanna Guimarães disse:

      Carolina, “mico” é esse seu comentário super preconceituoso. Não acredito que apenas os praticantes do MMA têm know how e competência para comentar os eventos do UFC. Como você sabe que o Fernando não conhece o MMA? Até onde sei, MMA é um Mix de Artes Marciais, ou seja, uma série de técnicas reunidas. Acho que você deveria ter sido um pouco menos agressiva. Não é assim que se expressa uma opinião.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + onze =