Clube da Luta

UFC Rio: “Tô deixando de ser promessa para me tornar realidade”, diz Erick Silva

668 1

Entre as lutas preliminares do UFC Rio, no último sábado, Erick Silva se destacou. Ele enfrentou o também brasileiro Luis Ramos, nocauteando ainda no primeiro minuto. Sparring do Anderson Silva, da equipe do Rodrigo Minotauro, campeão do Jungle Fight 23, Erick vem conquistando seu espaço e vem sendo tratado pela imprensa como grande promessa dos pesos meio médios.

"Tô deixando de ser promessa para me tornar realidade e é isso o que eu quero. Mostrar pra todos que eu posso também", disse Erick Silva

A estreia no UFC 134 reforçou essa expectativa. Sua luta era forte candidata a nocaute da noite, até a vitória do Minotauro. Mesmo não ganhando o prêmio, em entrevista ao blog Clube da Luta, Erick disse que nem ficou chateado. “Lógico que não. O patrão merece tudo, pela superação dele. Confesso que fiquei mais nervoso na luta dele do que na minha. Torci bastante, fiquei rouco. Mas supertranquilo, tá tudo em família, tá ótimo”, afirmou sobre o prêmio.

Quanto a ser considerado uma promessa, ele disse que ainda tem muito para mostrar. “Realmente as pessoas vêm falando a promessa, promessa, promessa… Eu acho que eu tô deixando de ser promessa para me tornar realidade e é isso que eu quero. Mostrar pra todos que eu posso também, que eu treino com os melhores do mundo. Tenho o Anderson e o Minotauro, principalmente, como ídolos e referências. Então acho que tenho tudo pra me dar bem nisso”, acredita.

Assim como Anderson Silva ressaltou no fim de sua luta que está acostumado a treinar pesado e levar golpes do peso pesado Júnior Cigano nos treinos, Erick Silva destacou que também leva do Anderson, do Minotauro, do Rafael Feijão e de todos os grandes lutadores da equipe. “Isso é muito bom. Eu não sei nada ainda. Tenho muito a aprender e acho que estou com sorte, porque agora eu só tenho o que crescer mesmo”, torce.

Ao final do UFC 134, quem também apareceu na sala de imprensa foi Rafael “Feijão” Cavalcante, meio pesado do Strikeforce. Ele vem de uma derrota para Dan Henderson em março de 2011, quando perdeu o cinturão da categoria. No sábado à noite, ele vibrou com todas as vitórias da equipe, que inclui Anderson Silva, Minotauro e Erick Silva.

Rafael "Feijão" tem luta marcada para o dia 10 de setembro no Strikeforce

“Hoje o time teve 100% de aproveitamento, estou superfeliz. Todo o nosso time tá feliz, principalmente com a vitória do Minotauro. O Anderson mais uma vez provou que é um fenômeno. Teve outras oportunidades de terminar a luta no começo do round, já. Deixou o atleta levantar e mostrou por que é tão superior”, disse.

Com luta marcada para dia 10 de setembro (sábado), contra Yoel Romero, ele afirma que está treinando muito para o confronto.  “A gente (da Team Nogueira) começou a treinar junto e, se Deus quiser, vai terminar junto até o dia 10 com a minha vitória, do (Antonio) Pezão e do (Ronaldo) Jacaré”, torce.

Questionado sobre que lutas gostaria de fazer, agora que o Strikeforce foi comprado pelos donos do UFC, ele não citou nomes de oponentes. “Eu sou um funcionário da Zuffa, eu to apto a lutar com quem ela quiser. Qualquer um que o time colocar na minha frente, eu tô pronto pra enfrentar. Eu gosto muito de me testar e gosto de me testar sempre com o melhores. Se eu puder passar por cima de toda a categoria do Strikeforce e eles acharem que estou apto a lutar no UFC, vou estar pronto pra isso”, garantiu.

1 comentário

  • fabricio disse:

    Parabéns. Quem conhece o Eric sabe que ele lutou muito na vida para chegar onde chegou, que ele possa conquistar todos os objetivos dele. Felicidade.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *