Clube da Luta

Quem tem mais coração?

490 1

Que seria dura a gente já sabia, mas que luta foi essa do brasileiro Maurício “Shogun” Rua contra o americano Dan (Banguelinho) Henderson? Dois grandes lutadores, eles mostraram que é preciso muito, mas muito coração pra vencer um combate. Cinco rounds de reviravolta. Eu, pelo menos, tive a sensação de estar numa montanha russa. Shogun quase é nocauteado no primeiro round. Sobreviveu, mas foi difícil para ele impor sua luta de cara no combate. Mas ele não desistiu. Aquele era só início das fortes emoções que o confronto ainda nos daria. Foram muitas quase-finalizações, muitos quase-nocautes, dos dois lados. Uma luta para entrar no hall das melhores da história do MMA. Mais uma para o currículo dos dois oponentes.

Uma pena que Shogun não venceu. Shogun entrou no combate para aceitar a trocação com Hendo. Era nítido que seu objetivo era nocautear. Mas o americano foi mais contundente nos primeiros rounds e, mesmo sendo massacrado nos últimos, levou a melhor por decisão unânime dos juízes. Mas foi impressionante ver a garra dos dois, mesmo cansados, muito cansados, quase sem gás, lutando até o final. Com a vitória, Henderson conquista a chance de disputar o cinturão contra quem vencer o UFC 140: Ou Jon “Bones” Jones ou o nosso querido Lyoto Machida.

Para o consolo e alento dos brasileiros, o UFC 139 nos deu uma grande alegria: a vitória de Wanderlei Silva sobre o vietnamita Cung Le. Luta co-principal, mas não menos importante, foi também surpreendente. De virada, Wand venceu por nocaute no segundo round, com suas clássicas joelhadas a la Pride. Não sem antes angustiar a torcida (haja coração!), já que Cung Le conseguiu atordoá-lo ainda no primeiro round, com um soco giratório. Mas Wanderlei prova que está revendo seu estilo de luta e, com calma e estratégia, aplicando a agressividade característica nos momentos certos.

Para finalizar os informes da noite, no card preliminar, o potiguar Gleidson Tibau venceu o também brasileiro Rafael dos Anjos, numa luta muito equilibrada.

1 comentário

  • Paulo disse:

    Grande luta!
    O Shogun lutou com o coração na ponta das luvas, enfrentou grandes dificuldades e conseguiu se impor no final confiando quase que apenas na força de vontade e no ânimo de luta, terminando um combate com tamanhas adversidades ainda de pé. E mais que isso, se houvesse mais um round, era possível que o já desfigurado brasileiro vencesse a peleja.
    Shogun e Wanderley tem o mesmo espírito de luta, dedicação total, gosto pelo combate e muita, mas muita raça, garra e coração…
    É isso que faz a diferença!
    Esta luta entrou pra história do MMA!
    Parabéns Shogun!

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *