Clube da Luta

Luta de Urijah Faber, final do TUF 17, duelo feminino e Gabriel Napão são destaques do UFC deste sábado

756 1
Muitas atrações no evento do UFC que começa às 18h30. Foto: UFC / Divulgação

Muitas atrações no evento do UFC deste sábado que começa às 18h30. Foto: UFC / Divulgação

Hora da decisão do The Ultimate Fighter. A edição 17 do programa chega ao fim neste sábado (13) com a luta entre o jamaicano Uriah Hall e o americano Kelvin Gastelum. Na luta principal da noite, Urijah Faber enfrenta Scott Jorgensen. O evento traz ainda a segunda luta feminina da história do UFC e a presença do brasileiro Gabriel Napão no octógono.

Chael Sonnen se saiu melhor diante de Jon Jones como treinador do programa, pois conseguiu que os atletas da sua equipe fizessem a decisão do reality show. Uriah Hall e Kelvin Gastelum conquistaram três vitórias nas três lutas que fizeram, mas o jamaicano impressionou os fãs do esporte com a força dos seus golpes e belos nocautes, como o chute alto rodado que mandou o adversário para o hospital. Uriah Hall é a sensação desta edição e o favorito para vencer a luta. A melhor estratégia para Kelvin Gastelum é levar a luta para o chão, onde mostrou possuir bom jogo, após finalizar dois adversários. O combate em pé favorece ao poder e variação dos golpes do jamaicano.

Na luta principal da noite, Urijah Faber também é favorito diante de Scott Jorgensen. Os dois, amigos de longa data, vivem um bom momento e devem fazer um ótimo duelo pelos galos. Com 13 lutas a mais que seu adversário e melhor no chão, Faber deve usar a sua experiência para sair vencedor do combate. Urijah Faber e Scott Jorgensen brigam para alcançar a primeira fila da categoria, que possui Renan Barão e Dominick Cruz no topo.

Miesha Tate e Cat Zingano fazem a segunda luta feminina da história do UFC e sobem ao octógono com tudo. A vitória vale vaga de treinadora na edição de número 18 do TUF, ao lado de Ronda Rousey, e, consequentemente, a disputa do cinturão da categoria contra a loura. Miesha Tate busca uma revanche, já que foi derrotada no primeiro confronto, em março de 2012, e perdeu o cinturão do Strikeforce. Por sua vez, Cat Zingano busca manter a sua invencibilidade. Até agora, a americana tem 100% de aproveitamento nas sete lutas da carreira.

Também teremos brasileiro no card principal do evento. Pelos pesos pesados, Gabriel Napão tenta mais uma vitória no UFC, dessa vez contra Travis Browne. Napão já chegou a disputar o cinturão da categoria, em 2007, contra Randy Couture, mas acabou derrotado. O brasileiro vem de três vitórias seguidas e tem grandes chances de vencer o americano, que anda com moral baixa após a última luta, quando foi derrotado por Antônio Silva, o Pezão. Em caso de vitória, Napão pode se aproximar dos principais lutadores da categoria, como Pezão, Overeem, Cigano e Velasquez.

SERVIÇO
Quando: sábado, 13 de abril de 2013
Onde: Las Vegas, Nevada (Estados Unidos)
Horário: a partir das 18h30min
Transmissão: Canal Combate

CARD PRINCIPAL
Urijah Faber x Scott Jorgensen
Kelvin Gastelum x Uriah Hall
Miesha Tate x Cat Zingano
Travis Browne x Gabriel Napão
Bubba McDaniel x Gilbert Smith
Cole Miller x Bart Palaszewski

CARD PRELIMINAR
Josh Samman x Kevin Casey
Luke Barnatt x Collin Hart
Dylan Andrews x Jimmy Quinlan
Bristol Marunde x Clint Hester
Daniel Pineda x Justin Lawrence
Maximo Blanco x Sam Sicillia

Recomendado para você

1 comentário

  • Daniel disse:

    Vergonha….luta levada na mão grande, três…TRÊS puta golpes na nuca do Napão e fica por isso mesmo, esse juiz tem que ser expulso pelo fundo das calças , mas antes disso Tem que socar a cara dele na tela pra ele ver o Mário Yamazaki no octagon e aprender como é que se faz quando um lutador é desleal, independente de quem seja, ser macho em qualquer lugar. Juizinho mequetrefe, sem vergonha, não viu porque como sempre fazem vista grossa quando se trata de lutas contra seus nenenzinhos compatriotas, os caras não sabem se virar sozinhos não caramba, sim, porque é a impressão que dá é essa, até o cara mesmo ficou sem graça depois que viu a cagada…vergonhoso, todo mundo viu que ele só deu golpe na nuca do Napão, a cada dia fica mais claro que os resultados saem de roubos e ajuda de juizes…que preservação da integridade física é esta?, meu DEUS… Que regras são estas ?….pena que a arte marcial está se tornando…no UFC, a arte “marginal” a arte de se dar bem a qualquer preço…a arte do roubo, se for assim não preciso pagar tv à cabo, é só abrir a janela e olhar pra rua, é até melhor porque a pilantragem é ao vivo e a cores. Depois dizem que brasileiro é quem dá jeitinho em tudo, bom… pelo visto perdemos mais esta também. Concordo com o Marco Alvan, tem que recorrer sim , não pode passar em branco uma palhaçada dessas. Olha gente, não caí de paraquedas aqui, sou um apaixonado por lutas, pra se ter ideia tenho desde o 1º UFC em k7 e tenho todo direito e dever de expressar minha opinião e espero que Dana W. tome alguma providência resultante pois estes fatos degrinem a imagem de qualquer coisa…até a Grécia caiu. Napão é guerreiro e merece respeito, como todo “profissional”.
    Pau na jaca.
    Daniel Mancuzo.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *