Clube da Luta

Polêmica no UFC: brasileiro é nocauteado após sofrer golpes ilegais na nuca

 

Momento em que Browne se preparava para dar a última cotovelada. Foto: UFC/Divulgação

Momento em que Browne se preparava para dar a última cotovelada. Foto: UFC/Divulgação

As regras do UFC são claras: golpe na nuca não vale e, se pegar em cheio, gera desqualificação imediata. Na noite deste sábado, no The Ultimate Fighter Final (TUF) 17 Finale, evento realizado em Las Vagas, o tema veio à tona.

Na sequência de golpes que decretou a vitória de Travis Browne sobre Gabriel ‘Napão’ Gonzaga, o replay da transmissão da TV deixou claro que o americano acertou, pelo menos, duas cotoveladas certeiras numa região da cabeça em que não é permitido golpear.

Na ocasião, os dois lutadores estavam agarrados na grade, Napão se desequilibrou e Browne, com a cabeça do brasileiro apoiada em seu joelho, começou a desferir uma série de seis cotoveladas. Na 4ª, Gabriel ‘apagou’ e o árbitro que teve que intervir, finalizando o combate.

O suspense ficou no ar e, por um instante, chegou a se imaginar uma possível desqualificação de Browne, mas nada feito. O americano, que vinha de derrota para Antônio Pezão, foi declarado vencedor por nocaute com do 1° round.

A polêmica está criada….

ASSISTA AO VÍDEO DO NOCAUTE SOFRIDO POR GABRIEL NAPÃO

 

Browne foi declarado vencedor da luta. Foto: UFC

Browne foi declarado vencedor da luta. Foto: UFC

Card Principal
Urijah Faber finalizou Scott Jorgensen com um mata-leão no 4° round
Kevin Gastelum derrotou Uriah Hall por decisão dividida dos juízes
Cat Zingano derrotou Miesha Tate por nocaute técnico no 3° round
Travis Browne derrotou Gabriel Napão por nocaute no 1° round
Bubba McDaniel finalizou Gilbert Smith com um triângulo no 3° round

Card Preliminar
Josh Samman derrotou Kevin Casey por nocaute técnico no 2° round
Luke Barnatt derrotou Collin Hart por decisão unânime dos juízes
Dylan Andrews derrotou Jimmy Quinlan por nocaute técnico no 1° round
Clint Hester derrotou Bristol Marunde por nocaute técnico no 3° round

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *