Clube da Luta

ANÁLISE: No duelo entre Anthony Pettis e Ben Henderson, venceu o show

620 2
Pettis curte a nova conqusita. Foto: UFC/Divulgação

Pettis curte a nova conqusita. Foto: UFC/Divulgação

Foi uma luta super esperada com um final triunfal. Prevaleceu o show para a sorte dos amantes do MMA, afinal, os fãs gostam de lutas que são verdadeiros espetáculos. Prevaleceu a técnica de Anthony Pettis contra Ben Henderson, no UFC 164, mais um “showman” do UFC. Gosto de lutadores que não fogem de combate, que não “amarram” suas lutas ou querem ganhar por pontos. Prefiro aqueles que vão para o confronto, sem medo, e pensam sempre em vencer sem precisar da decisão do juízes.

Esperei muito por essa revanche entre Ben Henderson e Anthony Pettis. O “showtime” já havia vencido Benson pelo extinto WEC. Porém, o tempo passou, os dois migraram para o UFC e Henderson se tornou o dono do cinturão dos leves da organização do chefão, Dana White. Pettis já esperava por essa oportunidade e, por um acaso, foi chamado para ser o desafiante deste UFC 164.

Ben Henderson é um ótimo lutador, não tenho dúvida. Defendeu bem seu cinturão. É um atleta ágil e pode variar seu jogo no decorrer de um combate. Porém, tem um estilo que eu não gosto. Ele adora levar o adversário ao chão, trabalhar um ground and pound, pontuar e levar a luta por pontos. Benson fez vítimas e mais vítimas com esse seu estilo, um pouco parecido como de GSP, campeão dos meio-médios. Lutadores que gostam de deixar seus duelos para as mãos dos juízes, abrem margem para polêmicas. Foi o que aconteceu na defesa do título de Ben diante de Gilbert Melendez, na qual venceu por decisão dividida.

Na ocasião, em abril de 2013, Ben Henderson venceu por pontos Melendez, em decisão dividida dos árbitros. Decisão polêmica. Muitos contestaram esta vitória. O vencedor daquela noite poderia ter sido Gilbert. Mas, a vitória foi ótima para quem queria Henderson e Pettis frente a frente outra vez.

Henderson entrava no octógono para enfrentar Pettis, defendendo pela quarta vez seu cinturão dos leves. O ex-campeão já planejava superar a marca de vitórias de Anderson Silva e fazer história no UFC. A vitória em um combate entre dois lutadores de qualidades, dificultava apostas. Um iria para dar show. O outro iria para fazer uma conservadora. Controlar Pettis e não dar espaço eram as estratégias de Benson para o duelo.

Amigos, Benson fez isso muito bem em 3 minutos e 55 segundos de luta. Quando faltava apenas 1 minuto e 45 para o fim do primeiro round, Pettis se livrou das mãos de Ben e partiu para o show. Neste pouco tempo, Anthony acertou 7 chutes na costela de Henderson. O último, não tão bem aplicado, fez Pettis se desequilibrar e Benson cair por cima do novo campeão dos leves. Com jiu-jítsu afiado pelo brasileiro Diego Moraes, Pettis aplicou uma chave de braço faltando 35 segundos para acabar a primeira etapa. Com o golpe encaixado, Henderson aguentou apenas dez segundos e desistiu.

Anthony Pettis se tornou o novo campeão merecidamente. Após o combate, desafiou José Aldo. Talvez, não ocorra agora o duelo. Mas, os dois se mantendo como campeões de suas categorias, Dana White pode casar esta luta fácil, fácil. Já Ben Henderson deve rever suas estratégias e seu estilo conservador. Ele tem qualidade para nocautear e finalizar seus adversários. Não precisa depender da decisão dos juízes. Poderia ser o mesmo Benson no começo da carreira que nocauteava e finalizava. As sete vitórias de Henderson, no UFC, foram por decisão.

Recomendado para você

2 Comentários

  • Carlos Eduarod disse:

    Na minha opinião, foi pura sorte, assim como a luta entre sonnen e shogun. Infelizmente no mma há espaco para essas coisas. O showman não segura esse título por muito tempo.

  • Felipe Couto disse:

    Na boa, não temos como comparar Benson com GSP. Benson “ganhava” as lutas por um fio, em decisões divididas. Já o GSP, não consigo me recordar quando não foi amplamente superior a qualquer adversário que tenha vencido.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *