Clube da Luta

BKF 3 frustra público e termina sem as duas disputas de cinturão

886 2

 

Índio chora ao falar de sua lesão, que o impediu de lutar no BKF 3. Foto: Humberto Mota/O POVO

Índio chora ao falar de sua lesão, que o impediu de lutar no BKF 3. Foto: Humberto Mota/O POVO

A 3ª edição do Brazilian Fighter Fighter (BKF) tinha tudo para ser um grande evento. Mas terminou de forma inusitada e melancólica. Por ironia do destino, as duas lutas principais da noite, que valiam cinturão, não foram realizadas. Uma por lesão. A outra, interrompida logo no começo após um golpe ilegal não intencional, que terminou em No Contest (sem resultado). As decisões frustraram o público que compareceu ao ginásio Paulo Sarasate na noite desta quinta-feira (7).

A luta principal, entre Carlos Índio x Marinho Rocha, não ocorreu em virtude de uma lesão no joelho de Índio. Mesmo com a lesão, o atleta pediu para lutar, mas a Comissão Atlética do BKF vetou sua participação. A decisão só foi anunciada no final do evento, quando os dois lutadores subiram ao octógono.

Aos prantos, chorando muito, Índio mal conseguiu falar ao público. Marinho lamentou a lesão do oponente. A organização do BKF informou que a luta foi remarcada para a 4ª edição do evento, agendada para o dia 12 de maio de 2014, no mesmo ginásio Paulo Sarasate.

POLÊMICA NA REVANCHE HISTÓRICA

Árbitro deu como Sem Resultado a luta entre Chiquerim e Guerreiro. Foto: Humberto Mota/O POVO

Árbitro deu como Sem Resultado a luta entre Chiquerim e Guerreiro. Foto: Humberto Mota/O POVO

A aguardada revanche entre Willamy Chiquerim e Paulo Guerreiro durou poucos minutos e terminou de forma polêmica. Após início de combate em que Guerreiro dominou o centro do octógono e teve as melhores chances, Chiquerim encaixou uma joelhada que levou o adversário ao chão, se contorcendo de dores por um golpe que teria acertado sua genitália.

O árbitro interrompeu a luta, Guerreiro foi examinado, mas não teve condição de voltar ao combate. No fim, a arbitragem declarou a luta Sem Resultado, para a revolta de Chiquerim, que não aceitou a decisão, alegando que a joelhada atingiu a barriga do adversário e, portanto, seria um golpe legal.

CONFIRA O VÍDEO COM O MOMENTO QUE CAUSOU TODA A POLÊMICA

DEU BRASIL NO DUELO CONTRA A ARGENTINA

Iramar venceu o duelo contra o argentino. Foto: Humberto Mota/O POVO

Iramar venceu o duelo contra o argentino. Foto: Humberto Mota/O POVO

Na luta internacional da noite, com direito a hino nacional do Brasil e da Argentina, o cearense Iramar Frota – com o apoio expressivo da torcida presente – levou a melhor no duelo contra o argentino Nacho. Após um combate parelho, de três rounds, Iramar foi declarado vencedor por decisão unânime dos juízes. O cearense esbanjou talento nas quedas, colocando o adversário diversas no solo e ficando por cima.

EX-TUF BRASIL, GASPARZINHO BRILHA

Gasparzinho começou a luta fazendo graça. Foto: Humberto Mota/O POVO

Gasparzinho começou a luta fazendo graça. Foto: Humberto Mota/O POVO

Outro duelo aguardado da noite foi entre o ex-TUF Brasil 1, Anistávio Gasparzinho e o cearense Elinardo Goiabinha. E o integrante da 1ª edição do The Ultimate Fighter não deu chances ao adversário e, com pouco mais de um minuto de luta, venceu o combate por finalização. Irreverente e performático, Gasparzinho celebrou bastante a vitória e deu piruetas no octógono.

RESULTADOS DO 3º BKF
Carlos Índio x Marinho Rocha – sem resultado, por lesão de Índio
Chiquerim x William Guerreiro – sem resultado após golpe ilegal não intencional
Iramar Frota venceu Nacho por decisão unânime dos juízes
Gasparzinho finalizou Elinardo Goiabinha no 1º round
Mário Pimba venceu Renan Vírgula por decisão unâmime dos juízes
Jamil Silveira venceu David Mendes por decisão unâmime dos juízes
Moésio finalizou Anderson Cabeção no 3º round
Arlen Benks venceu Airton Boca por nocaute técnico no 1º round
Gereba vence Lucas Callou por nocaute técnico no 3º round
Thiago Maia venceu Derlan Lima por decisão unânime dos juízes

2 Comentários

  • ADRYU ROLIM disse:

    Muito baixo o nível dos lutadores… a organização do evento já pode pensar em chamar nomes com mais peso para o card, porque a última noite se resumiu em duas palavras: fiasco e frustração.

  • Jonatan disse:

    Infelizmente ouve a frustração final mais os teve grandes lutas excelentes lutadores alguns com nivel de ufc parabenizo todos os atletas

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *