Clube da Luta

UFC 167: St-Pierre vence Hendricks por decisão dos jurados e mantém o cinturão dos meio-médios

582 1
Equilíbrio marcou a luta mais importante do UFC 167. Foto: Divulgação

Equilíbrio marcou a luta mais importante do UFC 167. Foto: Divulgação

Na atração principal do UFC 167, Georges St-Pierre e Johny Hendricks  fizeram um combate bastante equilibrado e que durou os cinco rounds. Com polêmicas, vaias e aplausos para o resultado, GSP acabou vencendo o desafiante dos meio-médios e manteve o cinturão da categoria. Na entrevista após a luta, o canadense disse que precisava de um tempo longe do octógono.

A luta começou com GSP controlando a distância, tentando evitar os golpes de Hendricks e golpeando com mais facilidade. Em seguida, o campeão ainda derrubou o desafiante, que rapidamente se recuperou, ficou de pé e devolveu a queda. Um primeiro round equilibrado.

No período seguinte, a mão esquerda do desafiante finalmente atingiu GSP, fazendo o campeão balançar e ficar em vantagem no confronto, mas o americano se precipitou ao agarrar o adversário e tentar colocar a luta para o solo quando estava bem na trocação. GSP aproveitou o clinch para se recuperar e conseguiu se recompor antes de terminar o segundo round, voltando a golpear e se movimentar rapidamente.

Com o combate bastante equilibrado até então, o canadense mostrou determinação e buscou mais o ataque no terceiro round. Com chutes e socos atingindo o desafiante, a vantagem passou a ser do campeão, até que Hendricks surpreendeu ao derrubar St-Pierre, que logo se levantou, trocou golpes com seu adversário e mais um intervalo foi anunciado.

O equilíbrio da luta seguiu também para o quarto round. Com a mão calibrada, o americano atingiu St-Pierre, que se desequilibrou e a luta foi novamente para o solo. Por cima, o desafiante fez pressão, cansou seu oponente e acertou alguns golpes. No entanto, o canadense novamente se levantou, buscou a concentração e o apoio da torcida para aplicar chutes altos e tentar devolver a queda antes do fim do round, sem sucesso.

O campeão dos meio-médios sabia que precisava ganhar o último tempo para não perder o cinturão. E assim o fez. Sem medo, partiu para cima, tomou a iniciativa, multiplicou as tentativas de golpes e ainda conseguiu derrubar o desafiante por duas vezes antes do árbitro encerrar o combate. Por decisão dividida, Georges St-Pierre manteve o cinturão da categoria, comemorou muito e disse que agora precisa de um tempo sem pensar em lutar. O campeão chegou a sua 12ª vitória consecutiva.

Confira os resultados do evento comemorativo dos 20 anos do UFC.

UFC 167
Las Vegas, Estados Unidos
Sábado, 16 de novembro de 2013

Card principal
Georges St-Pierre derrotou Johny Hendricks na decisão dividida dos jurados
Rashad Evans derrotou Chael Sonnen por nocaute técnico no primeiro round
Robbie Lawler derrotou Rory MacDoonald na decisão dividida
Tyron Woodley venceu Josh Koscheck por nocaute no primeiro round
Ali Bagautinov venceu Tim Elliott por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Donald Cerrone finalizou Evan Dunham com um triângulo no segundo round
Thales Leites venceu Ed Herman na decisão unânime dos jurados
Rick Story venceu Brian Ebersole por decisão unânime dos jurados
Erik Perez venceu Edwin Figueroa por decisão unânime dos jurados
Jason High venceu Anthony Lapsley por decisão unânime dos jurados
Sergio Pettis venceu Will Campuzano por decisão unânime dos jurados
Gian Villante venceu Cody Donovan por nocaute técnico no segundo round

Recomendado para você

1 comentário

  • Miguel Pontes disse:

    Bem… Ele não falou que iria se aposentar nem definitivamente e nem temporariamente. O que ele disse Especificamente foi que precisava de um tempo longe para resolver questões pessoais. Joe Rogan até perguntou por 2 vezes ou mais se isso seria uma anuncio de aposentadoria, mas ele não confirmou. Apenas disse que estava muito emotivo e que precisava rever diante de acontecimentos pessoais se ainda valia a pena. Na conferencia pós-luta Dana White disse que ele (St-Pierre) não falou nada em aposentadoria. Mas que teria de pensar em algo caso ele resolvesse se afastar por muito tempo.

\

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *