Clube da Luta

Glover Teixeira revela os estragos causados na luta contra Jon Jones no UFC

Jones dominou a luta contra Glover. Foto: UFC/Divulgação

Jones dominou a luta contra Glover. Foto: UFC/Divulgação

Ao ser derrotado na madrugada deste domingo (27) pelo americano Jon Jones, na disputa pelo cinturão dos meio-pesados do UFC, o brasileiro Glover Teixeira sofreu mais que apenas uma derrota. Além de desperdiçar a oportunidade de se tornar o campeão da categoria, Glover terá que passar por uma série de exames para avaliar as lesões que sofreu no combate.

Ainda com o rosto bastante inchado, o lutador concedeu entrevista ao canal SporTV e disse que ainda sente dores pelos golpes sofridos no combate.

“Primeiro quero agradecer a galera toda que mandou mensagens para mim. Não foi dessa vez. Dei o meu máximo, o Jon Jones é duro mesmo, aguentou. Vou fazer um exame na costela, rompi um músculo do abdômen, e um exame no ombro. O ombro não está deslocado, mas o médico disse que pode ter deslocado, voltado para o lugar e lesionado algum ligamento. Vou fazer a ressonância essa semana”, declarou Glover.

Apesar da derrota para Jon Jones, que pôs fim à sequência de Glover de 20 vitórias seguidas no MMA, o brasileiro afirmou que, se pudesse voltar no tempo, não mudaria sua estratégia de combate, e espera por uma nova oportunidade de disputar o cinturão.

“Acho que ia fazer a mesma estratégia, só não ia deixá-lo me encostar na grade. A mesma estratégia, encurtar a distância e tentar nocautear. Mas eu vou voltar. Vou treinar bastante. Estou com 34 anos, mas estou me sentindo bem. Eu me lembro da luta toda. Sabia que estava perdendo os rounds. Mas a estratégia era encurtar a distância e bater bastante no corpo dele para cansá-lo e depois aproveitar e ir para a cabeça e tentar nocautear. O negócio é voltar e tentar ganhar dele de novo.” afirmou.

Texto de André Almeida, especial para o blog Clube da Luta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *