Clube da Luta

Leandro Naja encaixa triângulo, finaliza Diego Espartano e fica com o cinturão do Sobral Extreme Fighter

940 1
Naja ao lado de seus principais apoiadores para o combate: Guilherme Bandeira, Roberto Bandeira e o lutador Mário Pimba.

Naja ao lado de seus principais apoiadores para o combate: Guilherme Santos, Roberto Bandeira e o lutador Mário Pimba.

Num duelo de ex-parceiros de treino, Leandro Naja não deu chances para Diego Espartano e levou a melhor na luta principal da 9ª edição do Sobral Extreme Fighter, evento realizado na noite desta quinta-feira (22), no ginásio poliesportivo da cidade.

Com um jogo de jiu-jitsu preciso e afiado, Naja finalizou mais um oponente com uma de suas principais especialidades: o triângulo. Com o triunfo, ele conquistou o cinturão da categoria peso-leve da organização. No mês passado, o atleta da Dragon Fight/Nova União havia aplicado o mesmo golpe para derrotar Lucca França, no OX Revolution, em Fortaleza.

A LUTA

Logo de cara, Naja não perdeu tempo e partiu para a luta agarrada, tentando levar o combate para o solo. Nas primeiras investidas, Espartano escapou das posições do adversário e tentou a montada.

Mas Naja continuou pressionando o rival e foi, aos poucos, preparando o terreno para o seu golpe fulminante. Ajustou a posição no triângulo, encaixou golpe e obrigou Espartano a dar os famosos ‘dois tapinhas’ em desistência do combate.

Um grande feito para o atleta, escalado às vésperas do evento para substituir Bruno Tsunami e que agora saboreia mais um cinturão. Ele também acumula o título do Revolução MMA na categoria peso-pena. Essa foi a 21ª vitória da carreira de Naja em 29 combates.

Já Espartano, até então invicto, conheceu sua primeira derrota em sete lutas. O lutador crateuense, que há cerca de um mês deixou a Bandeira Fight Team/Dragon Fight Nova União para se aliar a GC Pepey/New Level, não lutava desde abril do ano passado.

OUTROS CINTURÕES EM JOGO

Mais dois cinturões estiveram em jogo no Sobral Extreme Fighter. Na categoria peso-mosca, Wellington Kakaroto venceu Higor ‘Samurai’ Matos e faturou o título da categoria. No duelo pelo cinturão provisório da categoria peso-pena (até 66kg), Gildásio Oliveira superou Tiago Freitas.

DESTAQUES DA NOITES

Abraão Amorim deixou um ótimo cartão de visita com a vitória | Foto: Lucas Mota/O POVO

Abraão Amorim deixou um ótimo cartão de visita com a vitória | Foto: Lucas Mota/O POVO

O ponto alto do evento foi o nocautaço avassalador de Abrraão Amorim sobre Joel Felipe, no co-evento principal da noite. Logo em sua estreia no MMA, o casca-grossa do jiu-jitsu mostrou serviço, venceu numa luta rápida ao aplicar um overhand que apagou o seu oponente. Joel sentiu o golpe, mas logo recobrou a consciência e saiu bem do octógono.

As vitórias de Breno Ceará, que nocauteou Alan Ventura no 1° round, e do crateuense Odali Filho, que bateu Roberto Freitas, também merecem menção honrosa no balanço do evento. Ao todo, foram 14 lutas, incluindo duelos de muay thai.

1 comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *