Clube da Luta

Eric Oliveira vence Diego Espartano na final e conquista o GP do Circuito de MMA Cabra Macho

888 1
Com uma atuação segura, Eric venceu os três rounds contra Espartano. Fotos: Bruno Balacó/O POVO

Com uma atuação segura, Eric venceu os três rounds contra Espartano. Fotos: Bruno Balacó/O POVO

Uma jovem promessa do MMA cearense roubou a cena na noite desta quinta-feira (21), no ginásio Aécio de Borba. Com apenas 18 anos e escalado de última hora para entrar no evento, Eric Oliveira venceu com sobras os três combates que disputou e conquistou o GP 66 kg (peso-pena) do Circuito Cabra Macho, disputado por seis atletas da categoria.

Na grande final do certame, Eric venceu o crateuense Diego Espartano por decisão unânime, com um confortável 30 a 27 (quando o atleta vence os três rounds, na avaliação dos árbitros). Como prêmio pelo título, o lutador ganhou um troféu de campeão e levou uma moto Fazer pra casa.

Atleta do Projeto Social Luta pela Vida, Eric foi dominante do começo ao fim e castigou o adversário com uma forte trocação e jogo de grand and pound. Encontrando poucas brechas, Espartano só ameaçou o oponente quando buscou encaixar posições de finalização no solo, mas Eric resistiu bem as investidas.

Eric dominou na luta em pé e também no solo. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Eric dominou na luta em pé e também no solo. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Apesar da juventude e pouca experiência no circuito profissional, Eric mostrou maturidade na movimentação no octógono, sempre orientando pelos gritos do seu professor e córner, Andrezinho Nogueira. Até então, Eric só tinha oficialmente uma luta, em janeiro desse ano, quando foi derrotado por Ricardo Decio da Silva Santos, no Arena Fight 7.

Na caminhada para chegar à final, Eric teve duas atuações seguras e com ampla superioridade. Na 1ª fase, derrotou Elinardo Goiabinha por decisão unânime em luta de dois rounds. Na semifinal, superou Gildázio Oliveira por desistência do 1° round para o 2° round, após aplicar um castigo na trocação nos primeiros cinco minutos de combate.

Na semifinal, Eric derrotou Gildázio após ampla superioridade no 1° round. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Na semifinal, Eric derrotou Gildázio após ampla superioridade no 1° round. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Atleta da GC Pepey/New Level, Espartano chegou à final com duas vitórias por finalização. A primeira sobre Gildázio Oliveira, quando aplicou uma chave de calcanhar no 2° round, quando estava em desvantagem na pontuação.

Na semifinal, o lutador crateuense usou novamente o jiu-jitsu para derrotar por finalização Elinardo Goiabinha, que, apesar de perdido sua 1ª luta, para Eric, voltou ao GP após o desligamento de Antônio Pedreira do evento.

Sebastião venceu o combate em grande reviravolta nos segundos finais do 2° round. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Sebastião venceu o combate em grande reviravolta nos segundos finais do 2° round. Foto: Bruno Balacó/O POVO

A noite do Circuito Cabra Macho foi marcada ainda por três lutas de muay thai. Nelas, o grande destaque foi a vitória de Pedro Sagat sobre Jack Chan. Atleta da GC Pepey, Sagat conseguiu a vitória após uma joelhada incrível, que lhe rendeu um belo nocaute.

Rafael Trator venceu após encaixar um mata-leão. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Rafael Trator venceu após encaixar um mata-leão. Foto: Bruno Balacó/O POVO

E sobrou tempo ainda para duas lutas preliminares de MMA. Na primeira, Rodrigo Trator bateu Reginaldo Monteiro por finalização. Na última, após um combate eletrizante, Sebastião Barbosa venceu Rafael Shogum por nocaute téncico nos últimos segundos do 2° round, quando ficou montado sobre o seu oponente, aplicando socos. Até o início do 2° round, Shogum vencia o combate.

AVALIAÇÃO

Orações com as equipes dos dois finalistas e staff do evento. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Orações com as equipes dos dois finalistas e staff do evento. Foto: Bruno Balacó/O POVO

PONTO ALTO – O ponto alto da noite foi o espírito esportivo dos atletas. Todos se cumpriram ao final de todas as lutas, mostrando muita camaradagem com abraços e erguendo os braços do rival superado. Após a final do GP, mesmo após ser derrotado, Espartano puxou uma roda de oração no centro do octógono envolvendo os membros das duas equipes e a organização. No fim, o clima era de confraternização.

Público esperou bastante para o início do evento. Imprevistos atrapalharam. Foto: Bruno Balacó/O POVO

Público esperou bastante para o início do evento. Imprevistos atrapalharam. Foto: Bruno Balacó/O POVO

PONTO BAIXO – Programado para começar às 20h, o evento teve 1h45min de atraso. Com isso, o término das atividades só ocorreu próximo das 2h da madrugada, duas horas além do previsto. O público não escondeu a chateação com a demora. A organização pediu desculpas publicamente, alegando sofrer com inúmeros imprevistos. Inclusive, a baixa de dois atletas para o GP, que contaria com 8 e acabou sendo realizado apenas com 6 atletas.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO EVENTO

Confira os resultados do Circuito de MMA Cabra Macho

Lutas preliminares de MMA
Sebastião Barbosa venceu Rafael Shogum por nocaute técnico no 2° round
Rodrigo Trator finalizou Lucas Rodrigues com um mata-leão no 1° round

Lutas de Muay Thai
Pedro Sagat nocauteou Jack Chan no 1° round
Gugu venceu Adriano Mota por decisão unânime
Jader Girão venceu Reginaldo Monteiro por decisão unânime

GP peso-pena (66kg)
1ª fase
Eric Oliveira venceu *Elinardo Goiabinha por decisão unânime
** Antônio Pedreira finalizou Josenias Pitbull com um triângulo no 1° round
Diego Espartano finalizou ***Gildázio Oliveira com uma chave de calcanhar no 2° round

Semifinal
Eric Oliveira venceu Gildázio Oliveira por desistência no intervalo do 1° para o 2° round
Diego Espartano finalizou Elinardo Goiabinha com um armlock no 1° round

Final
Eric Oliveira venceu Diego Espartano por decisão unânime

ENTENDA
* Como perdedor que somou mais pontos na 1ª fase, na avaliação dos juízes, Goiabinha se classificou para as semifinais
** Pedreira conquistou a vaga na semifinal mas, mas abriu mão de sua vaga e saiu da disputa após um acordo entre sua equipe e a organização
*** Gildázio herdou a vaga de Antônio Pedreira

1 comentário

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *