Clube da Luta

Atletas cearenses relatam a experiência de participar das seletivas do TUF Brasil 4

Theo Meneses, Jamil Silveira, Tigrão, André Tererê e Mário Schembri representaram a Nova União Ceará na seletiva. Foto: Arquivo Pessoal

André Tererê, Theo Meneses, Jamil Silveira, Tigrão e Mário Schembri representaram a Nova União Ceará na seletiva. Foto: Arquivo Pessoal

O estado do Ceará esteve muito bem representado nas seletivas do The Ultimate Fighter Brasil (TUF) Brasil 4, realizado nesta segunda-feira (27), no Hotel Windsor Barra, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Representantes das principais academias cearenses enviaram seus melhores atletas para concorrer a uma das 32 vagas nas categorias peso leve (até 70kg) e peso galo (até 61kg). Os resultados sairão no início do mês de novembro. Existe uma grande expectativa de que o Estado tenha um ou mais selecionados para o reality show que garimpa atletas para o UFC.

Nas redes sociais, alguns lutadores – que não foram aprovados – contaram como foi a experiência de participar das seletivas.

Theo Menezes, da Completa Team, destacou o aprendizado que teve na competição. “Infelizmente fiquei na fase do rala (jiu jitsu). Fui bem, finalizei meu adversário, amasei dei o gás, mas eles disseram ” se vc foi bem e nao passou nessa fase e por causa do seu cartel”!! Mais valew a experiência muito bom chegar ate onde cheguei , ver como funciona…shoow certeza volto na proxima mais preparado e mais experiente”, narrou.

Quem também se manisfestou foi o crateuense Diego Espartano, atleta da GCPepey/New Level. Ele celebrou os elogios que recebeu da produção do reality show. “Fiquei até o final foi por muito pouco, só em ouvi do produtor que fiquei entre os melhores já é grande coisa, de mais de 700 inscrições recorde de inscrições de todas as temporadas fiquei entre os finalistas, mais é como ele falou é muito talento, batalhar que minha hora vai chegar”, postou em sua rede social.

Bruno Tsunami, lutador sobralense que hoje vive no Mato Grosso, relatou sua experiência, reconhecendo suas falhas na seletiva. Contudo, postou uma mensagem positiva. “Infelizmente não deu dessa vez, meu adversário foi melhor que eu e fiquei torcendo bastante pra ele entrar, pena que tbm não conseguiu. Dias de guerra, dias de glória. Não desistirei nunca, jamais. Só tenho a agradecer a todas as pessoas que me apoiaram e que confiam no meu trabalho. O nível desse TUF BRASIL 4 estava muito alto e infelizmente as vezes por falta de apoio nossos sonhos são descartados. Parabenizo todos os atletas que passaram e que Deus guie todos pra que conquiste seus sonhos”, postou.

Nomes bem cotados para entrar entre os pesos-leves, Andrezinho Nogueira e Mário Schembri também anunciaram que não passaram em todas as fases. “É isso mesmo faz parte pois são muitos atletas bons pra poucas vagas. Agora é revigorar as forças e continuar na batalha atrás do sonho, em tudo demos graças a Deus”, escreveu Andrezinho Nogueira, líder do Projeto Social Luta pela Vida, que também esteve representado por Eric Oliveira, campeão do I Circuito Cabra Macho.

Jamil Silveira, Arlen Benks, Tigrão, Danilo Mota, André Tererê, Cojak Matias, Marcos Maju, Tiago Freitas e Iramar Frota foram outras feras cearenses que participaram das seletivas.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − três =