Clube da Luta

VÍDEO: Caio Monstro repercute sua última atuação no UFC, revela lesão e planos para voltar a lutar este ano

Caio visitou a redação do jornal O POVO para um bate-papo. Foto: Sara Maia/O POVO

Caio visitou a redação do jornal O POVO para um bate-papo. Foto: Sara Maia/O POVO

Tudo conspirava para Caio Magalhães emplacar sua 5ª vitória consecutiva no UFC. Ele vinha de um camp de preparação em alto nível nos Estados Unidos, estava com o seu jogo de luta e de solo afiado, se sentia muito confiante e era o favorito a bater Josh Samman no TUF 21 Finale, em Las Vegas. Mas com um início de combate frenético, o americano acabou surpreendendo o lutador cearense e liquidou a fatura com uma finalização, em menos de 3 minutos de combate.

Para Caio, uma derrota dolorida em dose dupla. Primeiro por adiar o sonho de ingressar no TOP 15 do UFC e segundo por ter sido a primeira vez na vida em que ele foi finalizado. “Nem no tempo em que eu competia jiu-jitsu havia sido finalizado”, lamentou o faixa-preta Caio, que visitou a sede do jornal O POVO para conversar com a equipe do blog Clube da Luta. 

O cearense, contudo, garante ter tirado muitas lições de sua última derrota no UFC. E ele garante disposição para voltar a lutar ainda esse ano. “Quero lutar em novembro. Quero apagar essa vitória que ainda não engoli ainda não”, frisou o cearense.

Em sua luta para voltar ao octógono, Caio terá que superar também uma lesão (fissura no nariz), sofrida após um golpe recebido por Samman no início da luta. “Devo fazer uma cirurgia e ficar cinco semanas parado. Depois, vou voltar a treinar muito forte”, destacou.

No bate-papo, Caio comentou ainda um lance polêmico de sua última luta, em que ele teria cuspido na direção de Samman quando o atleta norte-americano partiu para cumprimentá-lo logo após o desfecho do combate. Confira a íntegra da entrevista:

[youtube]https://youtu.be/eb2N_AfV6rk[/youtube]

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *