Clube da Luta

Viviane Pereira ‘Sucuri’ muda de equipe e passa a treinar com Ricardo Koreano e a RKR Team Kickboxing

Viviane Sucuri ao lado de seu novo treinador, Ricardo Koreano. Foto: Arquivo Pessoal.

Ano novo, vida nova para Viviane Sucuri. A fera do MMA feminino cearense começou 2020 estreando uma nova parceria no mundo das lutas. Depois de ser desvinculada da Dragon Kombat, a ex-UFC está de casa nova: a RKR Team Kicboxing, liderada por Ricardo Koreano, um dos grandes nomes da luta em pé no Ceará.

Agora sob a gestão de Koreano, Sucuri deu início aos treinos no início deste mês de janeiro, com um tratamento especial, já que está grávida, com previsão de dar a luz ao primeiro filho (já batizado como Ravi Lucca) em maio. Mesmo com a gestação caminhando para a reta final, ela não quer moleza e vem treinando firme ao lado de seu novo mentor. Porém, garante estar tomando todos os cuidados que uma gravidez exige. “Estou seguindo tudo certinho, conforme as orientações do médico. Sem contato e sem treinos de ritmo acelerados”, comentou a atleta, que ainda tem contrato de mais quatro lutas com o Invicta FC, principal organização do mundo dedicada ao MMA feminino.

Koreano ressalta que Viviane está se adaptando bem à nova equipe e que já considera a nova pupila como parte da ‘Família RKR’. “Estamos deixando ela na nossa pegada, que é o kickboxing. Mas, claro, estamos tendo muito cuidado com ela”, avisou o head coach da RKR Kickboxing.

Desde o início do mês, Viviane (a 3ª da esquerda para a direita) está treinando sob os cuidados de Ricardo Koreano. Foto: Arquivo Pessoal

Nas redes sociais, Vivi postou uma frase em que celebra a sua chegada na RKR Kickboxing. “Com a mudança sempre surge o amadurecimento é só assim nos tornamos mais forte”, escreveu.

Koreano, por sua vez, rasgou elogios à sua nova atleta, que tem no currículo a conquista de quatro cinturões por organizações de MMA diferente: XFCI Internacional, Limo Fight, Aspera Fight e Bitteti Combat, além de um cartel de 17 lutas, com 14 vitórias e 3 derrotas. “Sucuri é uma ótima atleta. Veio com muita humildade. Conhece nossa escola, pois a mesma estava sem equipe. Desde então nos cativou ainda mais com sua história, é como somos igual coração de mãe, acolhemos mais essa filhota”, afirmou Koreano.

Apesar de não ter nova luta marcada, já que precisará reduzir aos treinos aos poucos nos próximos meses para o parto e chega de seu 1° filho, Viviane acredita que talvez ainda volte a lutar em 2020, seguindo exemplo de atletas como Mackenzie Dern,  que voltou a lutar pelo UFC menos de dois meses após ter um bebê.

 

Recomendado para você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *