Discografia

Wado celebra 13 anos de carreira com coletânea co-produzida por Zeca Baleiro

wadooanodaserpenteApesar dos 13 anos de carreira discográfica, Oswaldo Schlikmann Filho, o Wado ainda é um compositor de nicho, voltado para o público mais atento às novidades. Dono de uma poesia divertida, que combina com melodias pouco usuais, esse catarinense radicado em Maceió até tentou um sucesso mais popular em vários momentos, mas não conseguiu muita coisa. Com sete discos gravados, ele agora lança uma coletânea de 14 faixas voltada para quem perdeu a história do começo.

Lançada pela Saravá Discos, a coletânea O ano da serpente tem co-produção de Zeca Baleiro e traz participações especiais de Chico César, Marcelo Camelo e Mallu Magalhães. Baleiro também contribui como co-autor de Vai ver, única faixa inédita do disco. É possível citar alguns destaques no disco, mas vou abrir mão desse ato. O melhor está em conhecer um dos novos nomes da música brasileira, que sabe medir bem o limite entre a inventividade e o comércio. Quando a mão pesa mais pro primeiro aspecto é bem melhor, é verdade. Curiosamente, Wado, nesta primeira coletânea, deixou de lado as canções de Manifesto da arte periférica, seu disco de estreia. Por que será?

Veja as faixas de O ano da serpente:
1. Melhor
2. Pavão macaco
3. Tormenta
4. Fortalece aí
5. Com a ponta dos dedos
6. Sotaque
7. Cordão de isolamento
8. Se vacilar o jacaré abraça
9. Fita bruta
10. Feto
11. Amor e restos humanos
12. Surdos das escolas de samba
13. Faz-me rir
14. Vai ver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.