Educação

Boas notícias para a educação?

649 6

O anúncio da criação de 332 mil vagas para a formação em nível superior de professores de ensino fundamental e médio da rede pública foi uma boa notícia para a educação brasileira. E o melhor: espera-se que o benefício chegue ainda no segundo semestre de 2009. E que chegue mesmo ao Ceará, um dos estados com os piores índices nessa área. Quase 12% dos docentes que lecionam da quinta série ao ensino médio só estudaram até a oitava série.

professor-estudandoA promessa de Lula foi utilizar os recursos gerados pelo pré-sal para a formação desses professores. Isso precisa ser acatado ainda pelo Congresso Nacional e envolve uma série de outras questões, como estimular o professor para que ele volte para a sala de aula como aluno e garantir bons salários e uma escola equipada para receber esses novos estímulos.

De que adianta resolver a defasagem em áreas como física, química e matemática se, ao chegar à escola o professor não tiver um laboratório para praticar com os alunos? Ou não estimular financeiramente esse professor para que ele possa fazer uma pós- graduação? Mostrar fórmulas e mais fórmulas no quadro branco não é nem um pouco atraente. Nem para o aluno que não consegue absorver, nem para o professor que não consegue transformar o assunto em prática.

Torço para que essas ações sejam realmente praticadas e que os números da educação brasileira e, sobretudo da cearense, possam ser melhorados. Apesar de não achar que somente essa formação vá resolver problemas tão sérios, como o que vemos nas escolas hoje. A culpa de percentuais negativos não é somente da escola, da coordenação e da falta de profissionalização dos educadores. Mas alguma coisa está se fazendo para melhorar um problema que persiste e que precisa mesmo ser resolvido.

Recomendado para você

6 Comentários

  • JOÃO TELES disse:

    A coluna não acompanha as greves!!!????

  • tomaz disse:

    É IMPORTANTE A EDUCAÇAO POREM O QUE SE VE É VERDADEIRO DESCASO. VEJAMOS O FIES ( ERA PARA SER PARA ESTUDANTES DE PAIS QUE NAO TEM COMO PAGAR UMA FACULDADE PARTICULAR )MAS EM FORTALEZA TEM FACULDADE QUE O FIES É PARA FILHOS E FILHAS DE DEPUTADOS ESTADUAIS ISTO É UMA VERGONHA.

  • Anonimo disse:

    Com educação não se brinca. Para ter um bom perfil no vestibular da UNESP é preciso ser expert em fraudar combustível [ Questão 02 em http://media.folha.uol.com.br/educacao/2009/07/05/unesp_prova_conhecimentos_gerais.pdf%5D . Educação diz então não ser uma casualidade que o pior caso de doping esportivo já registrado no mundo ter como protagonista principal um médico da UNESP.

  • Anonimo disse:

    Tenho outras dicas, já que a UFPA promove esse tipo de curso há vários anos. E os fatos são: 1) tais cursos são nos períodos de férias dos docentes. Ou seja, no período normal do ano carrega essa pedra chamada escola pública e no recesso vai carregar outra mais quente ainda: enfrentar docentes que também estão aborrecidos por não estarem curtindo suas férias, já que as suas universidades os obrigam lecionar.2) As aulas sendo só nos recessos escolares, torna o tempo exíguo e algumas disciplinas que precisariam de 3 meses de estudo serão em apenas 6,5 dias.

\

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *