Fisioterapia & Saúde

Fibromialgia

Um dos fantasmas que assustam principalmente as mulheres contemporâneas é uma  síndrome  chamada  Fibromialgia,  Esta síndrome ocorre na proporção aproximada de 9 mulheres para cada homem na faixa etária de 30 a 50 anos, geralmente em pessoas com tendência a depressão, perfeccionistas e detalhistas.  Manifesta-se através de dor difusa, persistente, por mais de três meses e há presença de dor em 11 a 18 pontos dolorosos (tender points). Outro fator que muito faz sofrer é a fragmentação de diagnósticos, a síndrome pode ser confundida com várias outras patologias dentre elas: Síndrome da fadiga crônica, dor miofacial, depressão maior, desordimagem11ens do sono, síndrome do colón irritável… Fatores agravantes:  Frio ou clima úmido, sono não restaurador, fadiga física ou mental, excesso de atividade física, inatividade física e ansiedade ou estress. A fisioterapia atua oferecendo recursos como terapia manual e postural, também são realizados exercícios físicos moderados que tem como objetivo interferir  diretamente  na percepção da dor com relação  a qualidade da dor,  localização do estímulo,intensidade da dor e duração da dor. Os resultados oferecem maior eficiência quando realizado por equipe multidisciplinar, o papel do médico tem suma importância pelo diagnóstico e prescrição de fármacos, a atuação do fisioterapeuta está diretamente interligada com as disfunções resultadas da dor crônica que é um fenômeno complexo e contém componentes discriminativos sensoriais e afetivos motivacionais, promovendo respostas emocionais o que faz a presença do psicólogo indispensável. Levando em consideração a necessidade do fortalecimento muscular e o trabalho aeróbico o profissional de educação física oferece muitos recursos na promoção da qualidade de vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *