Fisioterapia & Saúde

Autonomia aos Profissionais de Saúde.

52 2

Nesses quinze anos como Fisioterapeuta  fico extremamente feliz por exercer minha profissão dignamente, mas principalmente de forma humana, busquei nessa pequena trajetória trabalhar de forma quase utópica em relação a verdadeira realidade dos profissionais de saúde quanto ao assunto multidisciplinaridade, desconheço qualquer paciente que por nossa equipe seja atendido que não tenha seu médico e confesso a grande maioria das pessoas que nos procuram não vem por encaminhamento médico e sim por conta dos resultados obtidos nessa trajetória como profissional de saúde, mas por entendermos que sozinhos não se faz saúde, nosso primeiro passo é encaminhar  nossos pacientes para que os mesmo tenham acompanhamento de outros profissionais , principalmente médicos, psicólogos, nutricionistas, educadores físicos e profissionais da odontologia por serem esses os diretamente ligados a nossa profissão. Nesse momento em que nós fisioterapeutas comemoramos 40 anos de regulamentação no Brasil, tenho certeza que todos os colegas acreditam que a vitória da medicina em regulamentar  sua profissão, foi mais que merecida e  já veio com um atraso histórico, o que nos deixa triste são algumas colocações que não fazem o menor  sentido de existir nos dias atuais, podemos citar como exemplo o médico prescrever a fisioterapia e ao mesmo tempo termos de ouvir dos parlamentares médicos que outras profissões da saúde não estão preparadas ou  capacitadas para prescrever seus próprios tratamentos, assim registro nesse espaço minhas dúvidas:equipePor que então existir essas profissões? Se o intuito é a hierarquia e não a autonomia para que tantos debates quanto à multidisciplinaridade? Porque a abertura de tantas faculdades de nível superior na área de saúde se os mesmos devem executar suas profissões como técnicos?  Qual o sentido da Fisioterapia, Psicologia, Nutrição, enfermagem, terapia ocupacional… Se os médicos é quem vão determinar o que cada uma pode ou não realizar? Existem erros médicos? Ou a medicina e seus profissionais são incapazes de errar? Fazem-se necessários ou não profissionais de saúde? Srs. Parlamentares ao desprezar todas as profissões de saúde e prestigiar apenas uma, os Srs. Estão pisando sobre nossa constituição em que nos permite direito de igualdade. Pelo que tenho assistido os profissionais de Saúde em todas suas categorias querem autonomia inclusive para responder por seus  próprios erros, é chegado a hora de reconhecer o papel de cada um e oferecer condições para que todos esses profissionais possam trabalhar com dignidade.