Fisioterapia & Saúde

Na casa da Adísia Sá

Estamos nos preparando para a grande festa do ano, o nascimento de Jesus, momento ímpar para o cristianismo. Momento importante no qual devíamos nos convidar a refletir sobre nossos atos e atitudes, isso possivelmente não seja alcançado, por que todos correm ansiosamente, prova disso é o trânsito maluco nos últimos tempos, sem falar nos shoppings e em tudo que envolva o consumismo, uma reação estimulada pela agressividade publicitária nessa época do ano.

Temos que comprar, talvez seja esse o termo mais usado nesses momentos de festas. Não consigo estar envolvido nesse processo eufórico, mesmo assim, estou sendo interrompido agora mesmo, para ser comunicado: “os nossos funcionários ficaram felizes com as lembrancinhas de natal”. Não posso criticar o sorriso dos meus colaboradores ou o rosto estampando pela alegria na criança diante do brinquedo novo, no pai de família ao receber cesta de alimentos.

Façam a festa, essa é de todos os que sonham com a roupa nova, o carro do ano. Temos de investir na alegria de sonhar e nos emocionarmos realizando sonhos outros. Ouço nesse momento o DVD do Chico Buarque, Chico e as Cidades, nesse DVD ele fala do sonho de infância, morar na casa do Oscar, referindo–se a um projeto de Oscar Niemeyer para a residência da família Buarque de Holanda, sonho frustrado. Chico não pôde morar na casa do Oscar.

Nesse ano de 2009, foi comemorado 80 anos de Adísia  Sá, o jornal O Povo publicou um caderno especial sobre a mulher e profissional, o marco na comunicação, perdi as contas de quantas vezes degustei do seu saber naquelas páginas em sua homenagem, frases fortes e identificadas em valores por mim admirados, posso citar: “Ninguém me toma de mim”, ao mesmo tempo lembro uma frase de Chico “Música do tom é casa do Oscar”. Na música ele encontrou a casa que um dia sonhou morar, no cuidar de pessoas busco encontrar a sabedoria da maestra Adísia.

Chico não realizou seu sonho em morar na casa de Oscar, quem sabe realizo o meu de ir bater um papo, tomar um café na casa da Adisia Sá.

E que todos em sua fé possam comemorar, cada um do seu jeito, com seus valores essa grande festa.

Feliz Natal.