Fisioterapia & Saúde

Implante de eletrodos no cérebro pode aliviar sintomas de Parkinson e depressão

Uma técnica similar ao uso do marcapasso, em pacientes cardíacos, tem sido usada com sucesso para tratar doenças do sistema nervoso, como o mal de Parkinson, e até casos de depressão e outros transtornos psiquiátricos, quando os medicamentos não trazem resultados.

Chamado de neuroestimulação por eletrodos, o procedimento – minimamente invasivo – consiste em implantar um pequeno aparelho que envia estímulos elétricos à região do cérebro envolvida nos sintomas da doença. Apesar de ser realizado há mais de dez anos no exterior, o tratamento ainda é pouco difundido entre os brasileiros.

Depressão resistente

Embora a neuroestimulação por eletrodos já venha sendo utilizada em transtornos psiquiátricos refratários a remédios há alguns anos, o Brasil realizou apenas uma cirurgia desse tipo, até hoje, para depressão. “Não se pode dizer que todos os pacientes vão responder bem ao procedimento, mas é importante que haja a alternativa, uma vez que 20% dos casos são refratários a qualquer tratamento existente, como remédios, terapia e eletrochoque”, conta o médico.

Veja mais… http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultnot/2010/01/21/implante-de-eletrodos-no-cerebro-pode-aliviar-sintomas-de-parkinson-e-depressao.jhtm