Fisioterapia & Saúde

Preso Acusado de Tentar Matar Estudante de Fisioterapia

 

Por :Larissa Ayumi Sato e Roberto Silva

A Polícia Civil de Porto Velho, capital de Rondônia, prendeu, nesta terça-feira (6), Anderson Gargan, de 24 anos, acusado de tentar matar um estudante de fisioterapia da Uningá (Faculdades Ingá).  Segundo o delegado-adjunto da 9ª Subdivisão Policial (SDP) de Maringá, Nilson Rodrigues da Silva, o mandado de prisão foi enviado por fax à polícia de Rondônia na última sexta-feira (2). Gargan foi preso nesta terça, e está no Centro de Triagem de Pandinha, em Porto Velho. A Polícia Civil de Maringá deve ir até Porto Velho para buscar Gargan para ser interrogado. De acordo com o delegado, é necessário obter autorização do Secretário de Segurança do Paraná para sair do Estado. Em seguida, será decidido se a polícia irá buscá-lo de viatura ou avião convencional, com escolta.

Entenda o caso

Gargan é acusado de tentar matar o acadêmico Alexsandro Aparecido Algudo, 27 anos, e colocar em risco a vida de dezenas de outros estudantes. O rapaz invadiu a Faculdades Ingá (Uningá) na noite de 28 de junho para matar Algudo, aluno do curso de Fisioterapia. Segundo a polícia, Gargan responsabilizava Algudo pelo fim de seu relacionamento com Joice de Lima Westerkamp, 18, também aluna de Fisioterapia, com a qual conviveu por dois anos. Gargan tentou, em vão, reatar a união. Inconformado, fez ameaças à estudante e  invadiu a faculdade para matar Algudo. O estudante só não morreu porque se atracou com o operador. Três tiros foram disparados e atingiram carteiras e a parede da sala de aula, onde estavam 40 alunos. Algudo teve a cabeça cortada por coronhadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *