Fisioterapia & Saúde

Ciclo menstrual influencia lesões, diz estudo

Mulheres correm mais risco de sofrer lesões musculares e nos tendões por volta da metade e do fim do ciclo menstrual, segundo uma pesquisa do Hospital Portland de Londres.

Os médicos entrevistaram mil osteopatas e examinaram 17 mulheres com um ciclo menstrual regular.

O estudo indica que o risco de lesões está associado a flutuações nos níveis de hormônio, que afetam músculos e tendões.

Esses dois tecidos parecem ser mais vulneráveis no meio do ciclo menstrual. Na etapa final do ciclo, apenas os tendões correm risco.

No meio do ciclo, o nível do hormônio feminino estrogênio, que fortalece os músculos e tendões, cai de forma dramática, resultando em uma fraqueza repentina.

No fim do ciclo, o nível de outro hormônio, a relaxina, aumenta. Isto visa à dilatação do colo do útero, para a ocorrência da menstruação, mas também fragiliza os tendões.

Logo, os pesquisadores descobriram que a ocorrência de lesões é mais provável nesses dois estágios do ciclo.

Articulações

“Há uma clara ligação entre níveis de hormônios e debilidade das juntas, o que torna mulheres mais vulneráveis a lesões”, disse o pesquisador-chefe, Stephen Sandler.

Sandler comparou níveis de hormônio no sangue à debilidade da articulação do dedo indicador.

O pesquisador descobriu que essa debilidade aumenta durante o ciclo hormonal e volta ao normal quando a menstruação começa.

Os resultados também significam que mulheres que tomam a pílula combinada (que usa dois hormônios, estrogênio e progestogênio), e por isso não registram quedas nos níveis de estrogênio, têm menos probabilidades de sofrer lesões como resultado de problemas nas articulações.

“Notei que, enquanto os homens me procuram com lesões devido ao esporte e ao excesso de esforço, mulheres não conseguem explicar como gestos simples como pegar algo do chão provoca uma lesão e dor”, disse Sandler.

A pesquisa descobriu que 21% das pacientes femininas de osteopatas relataram dores entre os dias 12 a 14 do ciclo e 17% nos dias 24 a 26.

A maioria das dores relatadas no meio do ciclo era lombar ou pélvica, enquanto mais para o fim do ciclo, eram lombares ou no pescoço.

Atletas

Em 2006, pesquisadores suecos descobriram que atletas femininas estavam mais predispostas a lesões em determinados períodos do ciclo menstrual.

“Estudos anteriores mostraram que atletas femininas e aquelas que fazem esporte por lazer estão mais predispostas a lesões a certa altura de seus ciclos menstruais. Agora entendemos a razão”, disse Rebecca Morrison, da Escola Britânica de Osteopatia.

“Isto é importante para as mulheres planejarem as suas agendas seguindo os seus ciclos e assim evitar lesões potencialmente dolorosas. Também vai ajudar terapeutas na reabilitação das pacientes”, acrescentou.

Fonte: BBC Brasil

Postado por: Ewertom Cordeiro