Fisioterapia & Saúde

A reabilitação motora, não é a única função da fisioterapia

1316 3

No dia 13 de outubro é comemorado o dia do fisioterapeuta. Porém, muitas pessoas se enganam ao achar que a reabilitação motora é a única função desse profissional. “A Fisioterapia engloba deste a parte ortopédica, neurológica, desportiva, uroginecologica e até a estética, chamada de dermato-funcional”, explica a fisioterapeuta do Sefit Prevenção Laboral, Caroline Tsuru.

A fisioterapia também previne e trata os distúrbios cinéticos funcionais intercorrentes em órgãos e sistemas do corpo humano, gerados por alterações genéticas, traumas ou por doenças adquiridas. “Alguns exemplos são: a tendinite, má-postura, pneumonia e reabilitam pessoas que sofreram doenças que atingem o sistema nervoso central, e por isso esquecessem as funções mais básicas, como andar, mexer articulações e membros”, detalha a fisioterapeuta.

Os hospitais, clínicas, ambulatórios, consultórios e centro de reabilitação profissionais de fisioterapia são ambientes de trabalhos desses profissionais. “Os tratamentos realizados por nós não são invasivos, trabalhamos dentro das UTI’s programando os respiradores mecânicos, entubando e estubando pacientes”, esclarece a Dr. Caroline. Outras áreas em que o fisioterapeuta está presente são na saúde coletiva, nos programas institucionais, ações básicas de saúde, fisioterapia do trabalho e vigilância sanitária.

A docência também abre as portas do mercado de trabalho, tanto em níveis secundários quanto o superior, extensão, pesquisa, supervisão (técnica e administrativa), direção e coordenação de cursos. “A indústria de equipamentos de uso fisioterapêutico e esporte também contratam os nossos serviços”, destaca Dra. Caroline.

Conheça algumas áreas de atuação do fisioterapeuta:

– Fisioteperapia ortopédica e desportiva: previne e trata doenças osteomusculares;

– Fisioteperapia neurológica: reabilita e previne doenças acometidas o sistema nervoso central;

– Fisioteperapia respiratória: atua nos hospitais ou em casa, auxilia na melhora respiratória, ergonomia, previne doenças osteomusculares por uso repetitivo. Um exemplo é a reabilitação da função pulmonar para um ex-fumante. – Fisioteperapia dermato-funcional (parte estética): limpeza de pele, tratamentos de gordura localizada, estrias e celulite.

 Fonte: expressa@expressacom.com.br