Fisioterapia & Saúde

Artrose atinge 10% da população de 30 a 50

Quem pensa que só idosos têm artrose está enganado.
A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) alerta que cada vez mais pessoas entre 30 e 50 anos têm sofrido com dores provocadas pelo desgaste das articulações de joelhos, quadris, tornozelos e coluna. Para especialistas, isto é consequên-cia de mudança ocorrida nos últimos anos. Mais pessoas se expondo a esforço exagerado na malhação ou esportes radicais na juventude. Ou seja, cerca de 10%  da população nesta faixa etária apresenta algum problema de saúde.
Embora a artrose seja uma doença que atinge cerca de 60% das pessoas na terceira idade, ela é diferente daquela que vem sendo encontrada nos adultos mais jovens, conforme explica o ortopedista Cristiano Rajão. “Geralmente, a artrose que atinge o jovem é secundária a alguma doença, como, por exemplo, artrite reumatoide, lúpus, gota ou alguma fratura na articulação. Já a artrose no idoso muitas vezes não tem causa definida, ocorrendo devido ao desgaste ao longo do tempo”, esclarece. Exercícios físicos feitos com excesso de peso ou postura incorreta também podem ser a causa do problema entre os jovens.
Rajão explica que atividades de impacto desgastam principalmente as articulações do joelho, quadril e coluna lombar. Levantamento de peso altera coluna lombar e joelhos. Já atividades que envolvem muito os membros superiores, como ginástica rítmica e olímpica, e ainda judô, podem provocar lesões principalmente nas articulações do punho, ombro e cotovelos. O importante, segundo o especialista, é o diagnóstico precoce.
O desvio do eixo de um membro que dói e a dificuldade de movimentá-lo podem significar artrose. “E o tratamento difere tanto na idade quanto na gravidade, variando desde uma mudança nas atividades fisicas até a substituição da articulação por uma prótese”, esclarece Rajão. Entre as duas opções, o ortopedista lembra que existem tratamentos alternativos que podem ser realizados, como a tentativa de recuperação da lesão de cartilagem com a viscosuplementação, que se trata de uma injeção intra-articular de ácido hialurónico, com o objetivo de normalizar as propriedades elásticas da cartilagem.

Fonte: JM Online